RESOLUÇÃO DE PROBLEMAS: ANÁLISE DE UM PRODUTO EDUCACIONAL

Palabras clave: resolução de problemas, educação estatística, ensino e aprendizagem.

Resumen

Este item de estudo tem por objetivo avaliar o Produto Educacional intitulado "Ensino Estatístico: uma abordagem por meio da Resolução de Problemas para o 1º ano do Ensino Fundamental" e analisar os problemas aqui propostos, permite ao professor compreender os conceitos que uma sala de aula baseada em nd Metodologia de Ensino-Aprendizagem-Avaliação da Matemática atravésdá solução de problemas. Portanto, esta pesquisa de natureza qualitativa e caracterizada como descritiva, discute o precedente da Resolução de Problemas e da Educação Estatística. Na sequência são apresentados e analisados os dados que envolvem a avaliação do Produto Educacional, realizada por esses professores durante dois anos. Os resultados indicam que os professores envolvidos na pesquisa compreendem, por meio do Produto Educacional, os conceitos relacionados ao papel do professor como mediador e do aluno como protagonista de sua aprendizagem, bem como ou trabalho colaborativo durante a resolução de problemas e na socialização de soluções. Portanto, é possível inferir que a concepção do gerenciador de problemas não é compreendida,

Descargas

La descarga de datos todavía no está disponible.

Biografía del autor/a

Cíntia Poffo, Universidade Regional de Blumenau, Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências Naturais e Matemática
Apresentação do Programa de Pós-Graduação em Ciências Naturais e Educação Matemática da Universidade Regional de Blumenau.http://lattes.cnpq.br/1615762274777530
Janaína Poffo Possamai, Universidade Regional de Blumenau, Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências Naturais e Matemática
Doutora em Engenharia de Produção pela Universidade Federal de Santa Catarina. Professor e pesquisador do Programa de Pós-Graduação em Ciências Naturais e Educação Matemática da Universidade Regional de Blumenau.http://lattes.cnpq.br/9011361495097968

Citas

Allevato, N. S. G. (2005). Associando o computador à Resolução de Problemas

fechados: Análise de uma experiência. (Tese de Doutorado). Universidade Estadual Paulista, Rio Claro.

Allevato, N. S. G., & Onuchic, L. L. R. (2009). Ensinando matemática na sala de aula através da Resolução de Problemas. Boletim GEPEM. Rio de Janeiro, pp. 1-19.

Allevato, N. S. G. (2014). Trabalhar através da Resolução de Problemas: Possibilidades em dois diferentes contextos. Vidya Educação, 34(1), pp. 209-232. doi: https://doi.org/10.37781/vidya.v34i1.26

Allevato, N. S. G., & Onuchic, L. L. R. (2014). Ensino-aprendizagem-avaliação de matemática: por que através da Resolução de Problemas? In: Onuchic, L. R. et al. (Org.). Resolução de Problemas: Teoria e prática. Jundiaí: Paco Editorial, pp. 35-52.

Allevato, N. S. G., & Vieira, G. (2016). Do ensino através da resolução de problemas abertos às investigações Matemáticas: possibilidades para a aprendizagem. Revista Quadrante, Lisboa, pp. 113-131.

Amado, J. (Coord.). (2014). Manual de investigação qualitativa em educação, (2ª edição). Imprensa da Universidade de Coimbra.

Brasil. (2017). Base nacional comum curricular. Brasília: MEC.

Grando, R. C., & Lopes, C. E. (2020). Insubordinação criativa de professores propondo estatísticas e problemas de probabilidade para crianças. ZDM Mathematics Education, 52, pp. 621–635. https://doi.org/10.1007/s11858-020-01166-6

Kauark, F. S., Manhães, F. C. & Medeiros, C. H. (2010). Metodologia da pesquisa: Um guia prático. Itabuna: Via Litterarum.

Leal J. L. C., & Onuchic, L. L. R. (2019). Cartografando Resolução de Problemas – O que há de/em/com práticas de Ensino de Matemática. Revista de Educação em Ciências e Matemáticas. Amazônia, pp. 96-115.

Lopes, C. A. E. (2012). A educação estocástica na infância. Revista Eletrônica de Educação, 6(1), pp. 160-174. doi: 10.14244/19827199396

Lopes, C. A. E., Grando, R. C.; & D’Ambrosio, B. (2017). Experiences situating mathematical problem solving at the core of early childhood classrooms. Early Childhood Educ J, pp. 251-259.

Lopes, C. A. E., Socha, R. R. (2020). Investigação estatística nas aulas de matemática. Revista de Educação Matemática. São Paulo, pp. 1-18.

Moreira, K. G., & Nacarato, A. M. (2020). A produção de significados para um texto de problema por alunos de um primeiro ano do Ensino Fundamental. Revista de Educação Matemática, 17, pp. 1-18.

Nunes, C. & Serrazina, L. (2019). Resolución de problemas y la enseñanza-aprendizaje explora- tória: Enlaces y singularidades en una experiencia de enseñanza. Revista Paradigma, pp. 1-30.

Onuchic, L. L. R. (1999). Ensino-aprendizagem de matemática através da Resolução de Problemas. In: BICUDO, Maria Aparecida Viggiani (Org.). Pesquisa em Educação Matemática: Concepções e Perspectivas. São Paulo: Editora Unesp, pp. 199-218.

Onuchic, L. L. R. (2013). A resolução de problemas na educação matemática: onde estamos? E para onde iremos?. Revista Espaço Pedagógico, pp. 88-104.

Possamai, J. P., & da Silva, V. C. (2020). Comunicação matemática na Resolução de Problemas. Revista de Educação Matemática, pp. 1-15. https://doi.org/10.37001/remat25269062v17id277

Van de Walle, J. A. (2009) Matemática no ensino fundamental: Formação de professores e aplicações em sala de aula (6a ed.). Porto Alegre: Artmed.

Vilas Bôas, S. G.; & Conti, K. C. (2018). Base nacional comum curricular: um olhar para estatística e probabilidade nos anos iniciais do ensino fundamental. Ensino Em Re-Vista, 25, pp. 984-1003. doi: 10.14393/ER-v25n3e2018-8

Votto, T., Schreiber, K. P. & Porciúncula, M. (2017). Educação estatística nos anos iniciais do ensino fundamental. Caderno de Pesquisa, 24, pp. 143-158. doi: 10.18764/2178-2229.v24n.especialp143-158

Publicado
2021-06-30
Métricas
  • Visualizaciones del Artículo 88
  • PDF downloads: 68
Cómo citar
Poffo, C., & Possamai, J. P. (2021). RESOLUÇÃO DE PROBLEMAS: ANÁLISE DE UM PRODUTO EDUCACIONAL. PARADIGMA, 42(2), 184-205. Recuperado a partir de http://revistaparadigma.online/ojs/index.php/paradigma/article/view/978