Interacciones en un entorno de aprendizaje en línea y sincrónico: ¿qué tarea proponer con GeoGebra?

Palabras clave: interações online, ambiente síncrono, proposição de problema, reflexões colaborativas, GeoGebra

Resumen

Ilustram-se e analisam-se interações colaborativas por licenciandos em Matemática na proposição de uma tarefa em um dispositivo síncrono e integrado ao GeoGebra. O contexto foi um curso totalmente online desenvolvido no ambiente Virtual Math Team (VMT). São analisadas duas sessões nas quais os participantes tiveram que reformular uma tarefa para ser implementada com o uso do GeoGebra. Os dados foram produzidos a partir das interações no chat escrito e das construções no GeoGebra, registradas pelo VMT e pelo diário do pesquisador. Ações como construir, acrescentar, repensar e convencer foram importantes na apresentação de possíveis tarefas com o GeoGebra. Ao mesmo tempo que os participantes interagiam entre si e com as construções do GeoGebra no VMT a atividade inicial foi sendo modificada e novas ideias foram negociadas e acrescentadas, permitindo o surgimento de um conjunto de enunciados alterados em decorrência dessas interações. A análise indica enunciados sugeridos e interações que os potencializaram, e conteúdos matemáticos que emergiram. Resultados sugerem que reflexões online pautadas na formulação e na solução de novos problemas podem caminhar conjuntamente.

Descargas

La descarga de datos todavía no está disponible.

Citas

Bairral, M. A. (2015). Pesquisas em educação matemática com tecnologias digitais: algumas faces da interação. Perspectivas da Educação Matemática, 18(8), 485-505.

Bairral, M. A. (2018). Discurso, interação e aprendizagem matemática em ambientes virtuais a distância (2a ed.). Rio de Janeiro: Edur.

Carmo, H., & Ferreira, M. M. (2008). Metodologia da investigação: guia para auto-aprendizagem. Lisboa: Universidade Aberta.

César, M. (2000). Interacções na aula de Matemática: Um percurso de 20 anos de investigação e reflexão. In C. Monteiro, F. Tavares, J. Almino, J. P. da Ponte, J. M. Matos, & L. Menezes (Orgs.), Interacções na aula de Matemática (Vol. 1, pp. 13-34). Viseu: SPCE.

Gonçalves, M. F. (2000). Interacções e comunicação na aula de Matemática: Implicações para o currículo e a formação de professores. In C. Monteiro, F. Tavares, J. Almino, J. P. da Ponte, J. M. Matos, & L. Menezes (Orgs.), Interacções na aula de Matemática (pp. 191-199). Viseu: SPCE.

Menezes, L., Ferreira, R. T., Martinho, M. H., & Guerreiro, A. (2014). Comunicação nas práticas letivas dos professores de Matemática. In J. P. da Ponte (Org.), Práticas profissionais dos professores de Matemática (Vol. 1, pp. 135-161). Lisboa: Instituto de Educação da Universidade de Lisboa.

Mercado, L. P. L. (2009). Integração de mídias nos espaços de aprendizagem. Em aberto, 22(79), 17-44.

Monteiro, C., Tavares, F., Almino, J., Ponte, J. P. da, Matos, J. M., & Menezes, L. (2000). Interacções na aula de Matemática. Viseu: SPCE.

Nacarato, A. M., & Lopes, C. E. (2005). Escritas e leituras na Educação Matemática. Belo Horizonte: Autêntica.

Pedrosa, M. H. (2000). A comunicação na sala de aula: as perguntas como elementos estruturadores da interacção didáctica. In C. Monteiro, F. Tavares, J. Almino, J. P. da Ponte, J. M. Matos, & L. Menezes (Orgs.), Interacções na aula de Matemática (pp. 149-161). Viseu: SPCE.

Ponte, J. P. da, & Menezes, L. (2000). Prefácio. In C. Monteiro, F. Tavares, J. Almino, J. P. da Ponte, J. M. Matos, & L. Menezes (Orgs.), Interacções na aula de Matemática (pp. 9-11). Viseu: SPCE.

Powell, A. B., & Bairral, M. A. (2006). A escrita e o pensamento matemático: Interações e potencialidades. Campinas: Papirus.

Powell, A. B., & Pazuch, V. (2016). Tarefas e justificativas de professores em ambientes virtuais colaborativos de geometria dinâmica. Zetetiké, 24(2), 191-207.

Silver, E. A. (1994). On mathematical problem posing. For The learning of Mathematics, 14(1), 19-28.

Silver, E. A., Mamona-Downs, J., Leung, S. S., & Kenney, P. A. (1996). Posing mathematical problems: An exploratory study. Journal for Research in Mathematics Education, 27(3), 293-309.

Souza, R. M. de, & Bairral, M. A. (2016). Acessar ou interagir? Uma análise em disciplinas da licenciatura em Matemática no Cederj. EAD em Foco, 6(3), 39-49.

Stahl, G. (2006). Group cognition: Computer support for building collaborative knowledge. Cambridge: MIT.

Stahl, G., Koschmann, T., & Suthers, D. (2008). Aprendizagem colaborativa com suporte computacional: Uma perspectiva histórica. Boletim Gepem, 53, 11-42.

Swan, M. (2014, November). Designing tasks and lessons that develop conceptual understanding, strategic competence and critical awareness. In J. Brocardo, & A. M. Boavida, C. Delgado, E. Santos, F. Mendes, J. Duarte, M. Baía, & M. Figueiredo (Coords.), Tarefas matemáticas. Encontro de Investigação em Educação Matemática, Sesimbra, Portugal. Recuperado de https:// http://www.rdpc.uevora.pt/bitstream/10174/13646/1/ATAS-EIEM2014.pdf

Publicado
2020-09-03
Métricas
  • Visualizaciones del Artículo 172
  • PDF downloads: 97
Cómo citar
Menezes, R. O., & Bairral, M. A. (2020). Interacciones en un entorno de aprendizaje en línea y sincrónico: ¿qué tarea proponer con GeoGebra?. PARADIGMA, 277-304. https://doi.org/10.37618/PARADIGMA.1011-2251.0.p277-304.id898