UNA MIRADA A LAS PRODUCCIONES EN HISTORIA DE LA EDUCACIÓN MATEMÁTICA EN EL VII SEMINARIO INTERNACIONAL DE INVESTIGACIÓN EN EDUCACIÓN MATEMÁTICA

Palabras clave: Campo científico, Gephi, grupos de pesquisa, IRaMuTeQ, SIPEM

Resumen

Nuestro objetivo es analizar los trabajos presentados en el VII Seminario Internacional de Investigación en Educación Matemática (2018), pertenecientes al Grupo de Trabajo número 15 (GT15), Historia de la educación matemática. Tenemos la intención de responder las preguntas: ¿Cuáles son los grupos de investigación (GI’s) presentes en el GT15? ¿Qué supuestos teóricos y metodológicos se utilizan? ¿Qué temas se están abordando? Utilizamos conceptos de Fleck y Bourdieu para abordar la producción, la constitución del campo científico y las relaciones entre el colectivo de investigadores. Con el software IRaMuTeQ presentamos una nube de palabras, además de aplicar el análisis factorial de correspondencia que ayuda a visualizar la proximidad y las distancias entre los trabajos presentados en el GT15, contribuyendo así a la identificación de temas comunes. Observamos que los GI’s más presentes, dentro deste universo, son GHEMAT y GHOEM. La mayoría de los trabajos presentados provienen de instituciones de la región sureste, como UNESP y UNIFESP. Finalmente, utilizamos el software Gephi para construir una red de referencias compartidas, destacando la investigación que trata problemas en el campo científico de la Historia de la educación matemática, y sus diálogos con Historia, Filosofía y Sociología. Palabras Clave: Campo científico, Gephi, grupos de investigación, IRaMuTeQ, SIPEM.Um olhar sobre as produções em História da educação matemática no VII Seminário Internacional de Pesquisa em Educação Matemática                                                                                                          ResumoNosso objetivo é analisar os trabalhos apresentados no VII Seminário Internacional de Pesquisa em Educação Matemática, em particular aqueles pertencentes ao Grupo de Trabalhos número 15 (GT15), intitulado História da educação matemática, realizado em 2018. Pretendemos responder aos seguintes questionamentos: Quais são os grupos de pesquisa (GP’s) presentes no GT15? Quais pressupostos teóricos e metodológicos são mobilizados? Quais as temáticas que estão sendo tratadas? Utilizamos conceitos de Fleck e de Bourdieu para tratar a produção, a constituição do campo científico e as relações entre o coletivo de pesquisadores. Com o software IRaMuTeQ apresentamos uma nuvem de palavras, além de aplicarmos a análise fatorial de correspondência que auxilia na visualização das proximidades e distanciamentos entre os trabalhos apresentados no GT15, contribuindo assim para a identificação de temáticas comuns. Observamos que os GP’s mais presentes, dentro desse universo, são o GHEMAT e o GHOEM. A maioria dos trabalhos apresentados é oriunda de instituições da região sudeste, como UNESP e UNIFESP. Finalmente, utilizamos o software Gephi para construir uma rede de referências compartilhadas, evidenciando as pesquisas que tratam das problemáticas do campo científico da História da educação matemática, e seus diálogos com a História, Filosofia e Sociologia.Palavras-chave: Campo científico, Gephi, grupos de pesquisa, IRaMuTeQ, SIPEM.An Overview at the productions in the History of Mathematics Education at the VII International Research Seminar on Mathematics EducationAbstract The main aim of this paper is to analyse the contributed papers presented at the VII International Research Seminar on Mathematics Education, in 2018, particularly those belonging to Working Group 15 (WG15) entitled History of Mathematics Education. We try to answer the following: Which are the research groups (RGs) present in the GT15? Which are the main theoretical and methodological approaches? What topics are being addressed? We used concepts by Fleck and Bourdieu to address the production and constitution of the scientific field and the relationship between the collective of researchers. Using IRaMuTeQ software we produce a word cloud and also apply a correspondence factor analysis that helps in visualising the proximity and distances among the contributed papers presented in WG15, thus contributing with the identification of common themes. We observed that the most present RGs are GHEMAT and GHOEM. Most presented papers come from institutions from the Southeastern region of Brazil, such as UNESP and UNIFESP. Finally, we use Gephi software in order to create a shared references network, highlighting researches addressing questions in the History of mathematics education scientific field, and its dialogues with History, Philosophy and Sociology. Keywords: Scientific field, Gephi, research groups, IRaMuTeQ, SIPEM.

Descargas

La descarga de datos todavía no está disponible.

Biografía del autor/a

Yohana Taise Hoffmann, Universidade Federal de Santa Catarina
Mestre em Educação Científica e Tecnológica, Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Doutoranda no Programa de Pós-Graduação em Educação Científica e Tecnológica (PPGECT), Campus Reitor João David Ferreira Lima, R. Eng. Agronômico Andrei Cristian Ferreira, s/n - Trindade, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil. 88040-900. E-mail: yohana.thc@gmail.com.
David Antonio da Costa, Universidade Federal de Santa Catarina
Doutor em Educação Matemática, Pontifícia Universidade Católica (PUC/SP). Docente da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Departamento de Metodologia de Ensino, Campus Reitor João David Ferreira Lima, R. Eng. Agronômico Andrei Cristian Ferreira, s/n - Trindade, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil. 88040-900. E-mail: david.costa@ufsc.br.
Luiz Ricardo Nakamura, Universidade Federal de Santa Catarina
Doutor em Ciências (Estatística e Experimentação Agronômica), Universidade de São Paulo (USP). Docente da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Departamento de Informática e Estatística, Campus Reitor João David Ferreira Lima, R. Eng. Agronômico Andrei Cristian Ferreira, s/n - Trindade, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil. 88040-900. E-mail: luiz.nakamura@ufsc.br.

Citas

Bastian, M., Heymann, S., e Jacomy, M. (2016). Gephi, an open source graph visualization and manipulation software.[s.l: s.n.].

Bellemain, F. e Gitirana, V. (2012). Anais V SIPEM. Seminário Internacional de Pesquisa em Educação Matemática, Petrópolis, Rio de Janeiro, 28 a 31 de outubro de 2012.

Bicudo, M. A. V e Miarka, R. (2015). Metodologia de Pesquisa em Filosofia da Educação Matemática. Perspectivas da Educação Matemática, Campo Grande - MS, 8(18), 5.

Bicudo, M. A. V. e Kluber, T. E. (2011). Pesquisa em Modelagem Matemática no Brasil: a caminho de uma metacompreensão. Cad. Pesqui., São Paulo, 41(144), 904-927.

Bicudo, M. A. V. e Paulo, R. M. (2011). Um Exercício Filosófico sobre a Pesquisa em Educação Matemática no Brasil. Bolema, Rio Claro, 25(41), 251-298.

Bourdieu, P. (2001a). Meditações pascalianas. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil.

Bourdieu, P. (2001b). Para uma sociologia da ciência. Lisboa: Ed. 70.

Camargo, B. V. e Justo, A. M. (2013). IRAMUTEQ: um software gratuito para análise de dados textuais. Temas em Psicologia, 21(2), 513-518.

Camargo, B. V. e Justo, A. M.(2018). IRAMUTEQ: Tutorial para uso do software de análise textual IRAMUTEQ. Florianópolis: Laboratório de Psicologia Social da Comunicação e Cognição- LACCOS, Universidade Federal de Santa Catarina, Brasil.

Campos, T. M. M. e Pires, C. M. C. (2000). Anais I SIPEM. Seminário Internacional de Pesquisa em Educação Matemática, Serra Negra, São Paulo, 22 a 25 de novembro.

Carneiro, R. F. (2018). Anais VII SIPEM. Seminário Internacional de Pesquisa em Educação Matemática, Foz do Iguaçu, Paraná, 4 a 8 de novembro.

Cecco, B. L., Bernardi, L. T. M. S. e Delizoicov, N. C. (2017). Formação de Professores que Ensinam Matemática: um olhar sobre as redes sociais e intelectuais do BOLEMA. Bolema, Rio Claro, 31(59), 1101-1122. Coppe, C., Flores, C. R., Orey, D. C. e Oliveira, M. C. A. (2018). History of Mathematics and Culture: Moments and Movements in Brazilian Mathematics Education. In: Ribeiro, A. J., Healy, L., Borba, R. E. S. R. e Fernandes, S. H. A. A. (Org.). Mathematics Education in Brazil Panorama of Current Research. 1ed.Switzerland: Springer, v. 1, 2018. p. 1-278. Dos Anjos, D. Z. e Moretti, M. T. (2017). Ensino e Aprendizagem em Matemática para Estudantes Cegos: Pesquisas, Resultados e Perspectivas. Jornal Internacional de Estudos em Educação Matemática, 10(1), p. 15-22.

Fernandes, S. H. A. A. (2015). Anais VI SIPEM. Seminário Internacional de Pesquisa em Educação Matemática, Pirenópolis, Goiás, 15 a 19 de novembro.

Fleck, L. (2010). Gênese e Desenvolvimento de um Fato Científico: introdução à doutrina do estilo de pensamento e do coletivo de pensamento. Belo Horizonte, Fabrefactum Editora. Furinghetti, F. e Karp, A. (Org.). (2018). Researching the History of Mathematics Education: ICME-13 Monographs. 1ed.Cham: Springer International Publishing, 2018. Disponível em: <https://doi.org/10.1007/978-3-319-68294-5>. Acesso em: 26 nov. 2018.

Garnica, A. V. M., Soares, M. T. C. e Buriasco, R. L. C. (2006). Anais III SIPEM. Seminário Internacional de Pesquisa em Educação Matemática, Águas de Lindóia, São Paulo, 10 a 14 de outubro.

González, F.E. (2018). Historia de la Educación Matemática en Latinoamérica: 10 claves para su comprensión. Unión: revista iberoamericana de educación matemática, 58, abr. 2018, 279-305. Disponível em: http://www.fisem.org/www/union/revistas/2018/52/historia.pdf

Hoffmann, Y. T., Costa, D. A. da, Nakamura, L. R. e Delizoicov Neto, D. (2019). Circulação inter e intracoletiva em Grupos de Pesquisa de História da Educação Matemática. Ciência & Educação (Bauru), 25(4), 1067-1080. Epub December 20, 2019. https://doi.org/10.1590/1516-731320190040014

Kluber, T. E. e Burak, D. (2012). Sobre a Pesquisa Qualitativa na Modelagem Matemática em Educação Matemática. Bolema, Rio Claro, 26(43), 883-905, Aug. Kluber, T. E. e Burak, D. (2014). Sobre a pesquisa em Modelagem na Educação Matemática brasileira. Revista Diálogo Educacional, [S.l.],14(41), 143-163, jul.

Matos, J. M. e Saraiva, M. (2011). Congresso Ibero-americano de História de Educação Matemática (1.: 2011: Covilhã: Portugal). Anais do I Congresso Ibero-americano de História da Educação Matemática.

Miguel, A., Garnica, A. V. M., Igliori, S. B. C., e D'Ambrósio, U. (2004). A educação matemática: breve histórico, ações implementadas e questões sobre sua disciplinarização. Revista Brasileira de Educação, (27), 70-93.

Mocrosky, L. F., Paulo, R. M. e Bicudo, M. A. V. (2010). A avaliação em Educação Matemática: um olhar fenomenológico sobre a produção acadêmica do III SIPEM. Revista Brasileira de Ensino de Ciência e Tecnologia, 3(2), mai./ago.

Oliveira, M. C. A e Garnica, A. V. M. (2018). Relatório do GT 15 – História da educação matemática. In: Relatório VII SIPEM. Seminário Internacional de Pesquisa em Educação Matemática, Foz do Iguaçu, Paraná, 4 a 8 de novembro de 2018, 155-164. Oliveira, W. P. e Kluber, T. E. (2017). Formação de professores em Modelagem Matemática: uma hermenêutica dos relatórios do GT 10 – Modelagem Matemática da SBEM. Educação Matemática Pesquisa: Revista do Programa de Estudos Pós-Graduados em Educação Matemática, [S.l.], 19(2), set. Pinto, N. B. (2014). A Educação Matemática Brasileira e a Realização do Primeiro Encontro Nacional de Pesquisas em História da Educação Matemática. Da importância do I ENAPHEM. In: Valente, W. R. (Org.). História da Educação Matemática no Brasil. Problemáticas de pesquisa, fontes, referências teórico-metodológicas e histórias elaboradas. 1ed.São Paulo: Editora Livraria da Física, 2014, 13-29. Salviati, M. E. (2017). Manual do Aplicativo Iramuteq (versão 0.7 Alpha 2 e R Versão 3.2.3). Compilação, organização e notas de Maria Elisabeth Salviati. 2017. Disponível em:<http://iramuteq.org/documentation/fichiers/manual-do-aplicativo-iramuteq-par-maria-elisabeth-salviati> . Acesso em: 10 nov. 2018.

Santos, M.C. e Lima, P. F. (2009). Anais IV SIPEM. Seminário Internacional de Pesquisa em Educação Matemática, Brasília, Distrito Federal, 25 a 28 de outubro.

Valente, W. R. (2013). Anais II SIPEM. Seminário Internacional de Pesquisa em Educação Matemática, Santos, São Paulo, 29 de outubro a 01 de novembro.

Publicado
2020-06-30
Métricas
  • Visualizaciones del Artículo 267
  • PDF downloads: 130
Cómo citar
Hoffmann, Y. T., da Costa, D. A., & Nakamura, L. R. (2020). UNA MIRADA A LAS PRODUCCIONES EN HISTORIA DE LA EDUCACIÓN MATEMÁTICA EN EL VII SEMINARIO INTERNACIONAL DE INVESTIGACIÓN EN EDUCACIÓN MATEMÁTICA. PARADIGMA, 912-937. https://doi.org/10.37618/PARADIGMA.1011-2251.2020.p912-937.id775