Sentidos em disputa: a educação antirracista frente ao projeto educacional reacionário do MESP e do MBL no Brasil

Palabras clave: Relações étnico-raciais. Educação antirracista. Movimentos regressivos. MESP e MBL. Políticas Educacionais.

Resumen

Este artigo tem como foco discutir criticamente as políticas educacionais e o ensino das relações étnico-raciais em seus diálogos com a dinâmica social no Brasil. Para isto, são trabalhados fundamentos conceituais e teóricos das bases da análise do discurso, dos estudos sobre relações étnico-raciais e de pesquisas sobre as formas de atuação regressiva de supressão de direitos. Discutimos e analisamos criticamente como fundamentos de movimentos regressivos, como o Movimento Escola Sem Partido (MESP) e o Movimento Brasil Livre (MBL), são materializados em textos reproduzidos no material didático, usado nas aulas de História e Geografia, das políticas públicas de Educação do Governo do estado de São Paulo para os anos iniciais do Ensino Fundamental. Pelas análises, percebe-se um encontro entre os discursos de movimentos que propagam um projeto educacional autoritário, como o MESP e o MBL, com as bases discursivas do material didático elaborado pelo governo paulista no que tange a estratégia ideológica de apagar a opacidade da língua para camuflar as disputas existentes pelos sentidos das palavras, das coisas e da própria história no processo educacional.

Descargas

La descarga de datos todavía no está disponible.

Citas

BARBOSA, Jefferson Rodrigues. “Movimento Brasil Livre (MBL)” e “Estudantes Pela Liberdade (EPL)”: ativismo político, think tanks e protestos da direita no Brasil contemporâneo. In: ENCONTRO ANUAL DA ANPOCS. 41. 2017, Caxambu/MG. Anais [...] Caxambu/MG: ANPOCS, 2017. Disponível em: https://www.anpocs.com/index.php/encontros/papers/41-encontro-anual-da-anpocs/gt-30/gt11-15/11078-movimento-brasil-livre-mbl-e-estudantes-pela-liberdade-epl-ativismo-politico-think-tanks-e-protestos-da-direita-no-brasil-contemporaneo/file. Acesso em: 20 jul. 2021.

BENTO, Maria Aparecida Silva. Branqueamento e branquitude no Brasil. In: CARONE, Iray; BENTO, Maria Aparecida Silva (org.). Psicologia social do racismo: estudos sobre branquitude e branqueamento no Brasil. Petrópolis, RJ: Vozes, 2002. p. 25-58.

BRASIL. Lei nº 10.639, de 9 de janeiro de 2003. Altera a Lei no 9.394, de 20 de dezembro de 1996, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional, para incluir no currículo oficial da Rede de Ensino a obrigatoriedade da temática "História e Cultura Afro-Brasileira", e dá outras providências. Brasília, DF: DOU, 2003. Disponível em: https://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/2003/l10.639.htm. Acesso em: 15 dez. 2022.

CARNEIRO, Aparecida Sueli. A construção do outro como não-ser como fundamento do Ser. São Paulo, 2006. 335 f. Tese (Doutorado em Educação) -Faculdade de Educação, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2005. Disponível em: https://negrasoulblog.files.wordpress.com/2016/04/a-construc3a7c3a3o-do-outro-como-nc3a3o-ser-como-fundamento-do-ser-sueli-carneiro-tese1.pdf. Acesso em: 30 jan. 2023.

CAVALLEIRO, Eliane dos Santos. Discriminação racial e pluralismo em escolas públicas da cidade de São Paulo. In: BRASIL, Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade. Educação anti-racista: caminhos abertos pela Lei Federal nº 10.639/03. Brasília, DF: Ministério da Educação; SECAD, 2005. p. 65-104. (Coleção Educação para todos). Disponível em: https://www.geledes.org.br/wp-content/uploads/2009/10/me000376.pdf Acesso em: 21 fev. 2023.

ESTADÃO. Vereador Fernando Holiday faz blitz em escolas para verificar 'doutrinação'. 04 abr. 2017. Disponível em: https://www.estadao.com.br/educacao/vereador-fernando-holiday-faz-blitz-em-escolas-para-verificar-doutrinacao/. Acesso em: 05 jun. 2022.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da Autonomia: saberes necessários à prática educativa. São Paulo: Paz e Terra, 1996.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da Esperança: um reencontro com a Pedagogia do Oprimido. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1992.

FREIRE, Paulo. Pedagogia do Oprimido. 17. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1987.

FREIRE, Paulo. Política e Educação: ensaios. 5. ed. São Paulo: Cortez, 2001.

GOMES, Nilma Lino. Alguns termos e conceitos presentes no debate sobre relações raciais no Brasil: uma breve discussão. In: BRASIL. Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade. Educação anti-racista: caminhos abertos pela Lei Federal nº 10.639/03. Brasília, DF: Ministério da Educação; SECAD, 2005. p. 39-62. (Coleção Educação para todos). Disponível em: https://www.geledes.org.br/wp-content/uploads/2009/10/me000376.pdf Acesso em: 21 fev. 2023.

GOMES, Nilma Lino. O combate ao racismo e a descolonização das práticas educativas e acadêmicas. Rev. Filos. Aurora, Curitiba, v. 33, n. 59, p. 435-454, mai./ago. 2021. Disponível em: https://periodicos.pucpr.br/aurora/article/view/27991/25100 Acesso em: 10 jan. 2023.

KLEIMAN, Angela (org.). Os significados do letramento: uma nova perspectiva sobre a prática social da escrita. Campinas: Mercado das Letras, 1995.

LEITE, Hergon Henrique Brito Ramalho. PNA e MOBRAL: concepções e métodos de alfabetização da EJA no Brasil no governo de João Goulart e na ditadura militar. Lingu@ Nostr@, Canoas, v. 2, n. 2, p. 50-84, ago./dez. 2014. Disponível em: https://www.academia.edu/49411542/PNA_E_MOBRAL_concep%C3%A7%C3%B5es_e_m%C3%A9todos_de_alfabetiza%C3%A7%C3%A3o_da_EJA_no_Brasil_no_governo_de_Jo%C3%A3o_Goulart_e_na_Ditadura_Militar Acesso em: 20 fev. 2023.

MARTINS, Marcos Francisco. Educação, Cidadania Regressiva e Movimentos Sociais Regressivos: O MBL em Questão. Crítica Educativa, Sorocaba/SP, v. 4, n. 2, p. 41-68, jul./dez. 2018.

MESSEMBERG, Débora. A direita que saiu do armário: a cosmovisão dos manifestantes da direita brasileiros. Revista Estado e Sociedade, v. 32, n. 3, p. 621-647, set./dez. 2017.

MILANEZ, Felipe; SANTOS, Fabricio Lyrio. Guerras da conquista: da invasão dos portugueses até os dias de hoje. Rio de Janeiro: Harper Collins, 2021.

MUNANGA, Kabengele. Por que ensinar a história da África e do negro no Brasil de hoje? Revista do Instituto de Estudos Brasileiros, [S. l.], n. 62, p. 20-31, dez. 2015. Disponível em: https://www.scielo.br/j/rieb/a/WxGPWdcytJgSnNKJQ7dMVGz/?lang=pt&format=pdf Acesso em: 02 fev. 2023.

ORLANDI, Eni de Lourdes Puccinelli. Análise de Discurso: princípios e procedimentos. 6. ed. Campinas: Pontes, 2005.

OXFAM. A distância que nos une: um retrato das desigualdades brasileiras. São Paulo: Oxfam Brasil, 2017. Disponível em: https://www.oxfam.org.br/um-retrato-das-desigualdades-brasileiras/a-distancia-que-nos-une/. Acesso em: 27 jul. 2022.

PÊCHEUX, Michel. Semântica e discurso: uma crítica à afirmação do óbvio. 2. ed. Campinas: Editora da UNICAMP, 1995.

PELED-ELHANAN, Nurit. A representação dos Palestinos nos livros didáticos de Israel. In: PELED-ELHANAN, Nurit. Ideologia e Propaganda na Educação: a Palestina nos livros didáticos de Israel. Tradução de Artur Renzo. São Paulo: Boitempo, 2019. p. 81-132.

PENNA, Fernando de Araújo. A Escola sem Partido como chave de leitura do fenômeno educacional. In: FRIGOTTO, G. (org.). Escola “sem” partido: esfinge que ameaça a educação e a sociedade. Rio de Janeiro: UERJ, 2017. p. 35-48.

PENNA, Fernando de Araújo. O ódio aos professores. Movimento Liberdade Para Educar, 18 set. 2015. Disponível em: https://liberdadeparaensinar.wordpress.com/2015/09/18/o-odio-aos-professores/. Acesso: 20 maio 2021.

QUIJANO, Aníbal. Colonialidade do poder, Eurocentrismo e América Latina. In: CONSEJO LATINOAMERICANO DE CIENCIAS SOCIALES. A colonialidade do saber: eurocentrismo e ciências sociais: perspectivas latino-americanas. Buenos Aires: CLACSO, 2005. Disponível em: https://edisciplinas.usp.br/pluginfile.php/4386378/mod_folder/content/0/Quijano%20Colonialidade%20do%20poder.pdf?forcedownload=1. Acesso em: 15 dez. 2022.

SALES, Augusto dos Santos. A Lei nº 10.639/03 como fruto da luta anti-racista do Movimento Negro. In: BRASIL, Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade. Educação anti-racista: caminhos abertos pela Lei Federal nº 10.639/03. Brasília, DF: Ministério da Educação; SECAD, 2005. p. 21-37. (Coleção Educação para todos). Disponível em: https://www.geledes.org.br/wp-content/uploads/2009/10/me000376.pdf Acesso em: 21 fev. 2023.

SÃO PAULO (Estado). Secretaria da Educação do Estado de São Paulo. Currículo em Ação: Ler e Escrever & Sociedade e Natureza - 4º ano - Ensino Fundamental - Anos Iniciais - Caderno do Estudante, v. 1. São Paulo: SEES, 2002. Disponível em: https://efape.educacao.sp.gov.br/curriculopaulista/wp-content/uploads/2022/01/C%C3%B3pia-de-00-4%C2%BA-Ano-LP-Soc-Nat-Vol-1-site.pdf. Acesso em: 16 de jun. 2022.

SILVA, Orley José. Candomblé e umbanda em livros didáticos/2016 do MEC para o ensino fundamental. De olho no livro didático, 21 abr. 2016. Disponível em: https://deolhonolivrodidatico.blogspot.com/2016/04/candomble-e-umbanda-em-livros.html Acesso em: 15 jun. 2022.

SODRÉ, Muniz. Claros e Escuros: identidade, povo e mídia no Brasil. 2. ed. Petrópolis: Vozes, 1999.

SOUZA, Sérgio Luiz de. Fluxos da Alteridade: organizações negras e processos identitários no Nordeste Paulista e Triângulo Mineiro (1930-1990). 2010. 450 páginas. Tese (Doutorado em Sociologia) - Faculdade de Ciências e Letras, Universidade Estadual Paulista, Araraquara, 2010. Disponível em: https://repositorio.unesp.br/bitstream/handle/11449/106246/souza_sl_dr_arafcl.pdf?sequence=1&isAllowed=y. Acesso em: 20 nov. 2022.

WESCHENFELDER, Viviane Inês; SILVA, Mozart Linhares da. A cor da mestiçagem: o pardo e a produção de subjetividades negras no Brasil contemporâneo. Análise Social, Lisboa/Portugal, v. 53 n. 227, p. 308-330. 2018. Disponível em: https://revistas.rcaap.pt/analisesocial/article/view/22302. Acesso em: 14 mar. 2022.

Publicado
2023-11-04
Métricas
  • Visualizaciones del Artículo 99
  • PDF (Português (Brasil)) downloads: 29
Cómo citar
Souza, S. L. de, Carvalho, B. B. de, & Lastória, A. C. (2023). Sentidos em disputa: a educação antirracista frente ao projeto educacional reacionário do MESP e do MBL no Brasil. PARADIGMA, 44(5), 347-369. https://doi.org/10.37618/PARADIGMA.1011-2251.2023.p347-369.id1508