O Ensino Superior no Brasil: o processo de internacionalização mercantil no contexto da financeirização do capital

  • Maria Wanessa do Nascimento Barbosa Franco Universidade Federal do Rio Grande do Norte
    wanessabfranco@gmail.com
  • Alda Maria Duarte Araújo Castro Universidade Federal do Rio Grande do Norte
    aldacastro01@hotmail.com https://orcid.org/0000-0001-6740-6257
Palabras clave: ensino superior; financeirização; internacionalização; oligopólios educacionais.

Resumen

Esta investigação analisa o processo de internacionalização da educação superior no Brasil, no contexto da financeirização do capital e suas repercussões na expansão desse nível educacional. Tem como pressuposto que a atual forma de organização do capital modificou o conceito de internacionalização da educação superior que evoluiu da mobilidade acadêmica, para a concepção de internacionalização transfronteiriça defendida pela Organização Mundial do Comércio (OMC), na qual as  instituições internacionais podem vender seus serviços educacionais e se instalar em outros países por meio de aquisições/fusões ou participação em sociedades com instituições nacionais, contribuindo com o processo de mercantilização da educação. Metodologicamente o artigo utilizou-se da revisão bibliográfica, análise documental e de dados dos sites da CM Consultorias e da Hoper Educação, referentes à temática. Conclui-se que esse processo de internacionalização mercantil, na atualidade viabiliza uma nova tendência de privatização, pela incorporação e ou aquisição de IES por conglomerados econômicos, ligados principalmente ao setor financeiro. Esse processo ganha força por intermédio da internacionalização e valorização do capital, mediado pela mundialização financeira e tem transformado a educação em serviço em detrimento de seu caráter de direito social.

Descargas

La descarga de datos todavía no está disponible.

Citas

Akkari, A. (2011). Internacionalização das políticas educacionais: transformações e desafios. Petrópolis: Vozes, 2011.

Antunes, R. & Alves, G. (2004). As mutações no mundo do trabalho na era da mundialização do capital. Educ. Soc., Campinas, v. 25, n. 87, p. 335-351. Disponível em: https://www.scielo.br/j/es/a/FSqZN7YDckXnYwfqSWqgGPp/?format=pdf./Consulta: 15/07/2022.

Azevedo, M. L. N.de. (2015). Internacionalização ou transnacionalização da educação superior: entre a formação de um campo social global e um mercado de ensino mundializado. Crítica Educativa (Sorocaba/SP), v. 1, n. 1, p. 56-79. Disponível em: https://oaji.net/articles/2016/2991-1455533130.pdf/Consulta: 2/06/2022.

Banco Mundial (1995). La ensenãnza superior: las lecciones derivadas de la experiências. Washington: Banco Mundial [1994]. Disponível em: http://documentos.bancomundial.org/curated/es/274211468321262162/La-ensenanza-superior-las-lecciones-derivadas-de-la-experiencia/Consulta: 20/04/2021.

Bastos, P. P. Z. (2013). Financeirização, crise e educação: considerações preliminares. Instituto de Economia de UNICAMP. Disponível em: https://www.eco.unicamp.br/images/arquivos/artigos/3256/TD217.pdf/Consulta: 10/06/2022.

Bem, A. de P. (2009). Financeirização: uma abordagem marxista. 117 f. Dissertação (Mestrado) – Curso de Mestrado em Economia, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre. Disponível em: https://lume.ufrgs.br/handle/10183/18812/Consulta: 15/07/2022.

Bittar, M. & Ruas, C. M. S. (2012) Expansão da Educação Superior no Brasil e a formação dos oligopólios – hegemonia do privado mercantil. EccoS – Rev. Cient., São Paulo, n. 29, p. 115-133. Disponível em: /Consulta: 15/05/2022.

Lei nº 9.394/96, de 20 de dezembro 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Brasília, DF., Diário Oficial da União, 23 dez. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l9394.htm/Consulta: 9/07/2020.

Carnoy, M. (2002) Mundialização e reforma da educaão: o que os planejadores devem saber / tradução: Guilherme João de Freitas Teixeira. Brasília : UNESCO. Disponível: http://precog.com.br/bc-texto/obras/ue000296.pdf/Consulta: 15/11/2021.

Castro, A. M. D. A. (2011). Da ótica da solidariedade à lógica do mercado: as estratégias de internacionalização do ensino superior. XXV Simpósio Brasileiro II Congresso Ibero-Americano de Política e Administração da Educação. Disponível em: https://www.anpae.org.br/simposio2011/cdrom2011/PDFs/trabalhosCompletos/comunicacoesRelatos/0016.pdf/Consulta: 15/07/2022.

Carvalho, C. H. A. (2017). A mercantilização da educação superior brasileira e as estratégias de mercado das instituições lucrativas. Revista Brasileira de Educação v. 18 n. 54 jul.-set. Disponível em: https://www.scielo.br/j/rbedu/a/pQPdZ9QyVRTz6qBym83HNxK/abstract/?lang=pt/Consulta: 10/06/2022.

Chaves, V. L. J. (2010). Expansão da privatização/mercantilização do ensino superior brasileiro: a formação de Oligopólios. Educ. Soc., Campinas, v. 31, n. 111, p. 481-500. Disponível em: https://www.scielo.br/j/es/a/SFTYDmV3zhBxfdTPRVBR78m/abstract/?lang=pt /Consulta: 05/06/202.

Chaves, V. L. J. (2019). Financeirização e Expansão do ensino superior privado-mercantil no Brasil. In: 5a. Conferência da Associação Forges, 2015, Coimbra. Anais da 5a. Conferência da Associação FORGES. Lisboa: Universidade de Lisboa, v. 1. p. 1-16. Disponível em: /Consulta: 05/06/2021.

Chaves, V. L. J.; Reis, L. F. & Guimarães, A. R. (2018). Dívida pública e financiamento da educação superior no Brasil. Acta Scientiarum Education, v. 40, n. 1, 2018.

Chesnais, F. (1996). A Mundialização do Capital. São Paulo: Xamã.

CM consultoria. (2014). Fusões e aquisições no Ensino Superior. Panorama 2007-2014, Relatório Online. Disponível em: https://docplayer.com.br/5607547-Fusoes-e-aquisicoes-no-ensino-superior.html/Consulta: 3/05/2021.

Costa, F. L. O. C. (2011). A mercantilização da educação no Brasil sob a lógica da especulação financeira. Fineduca,.v. 1, n.7, Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/fineduca/article/view/23683 /Consulta: 3/05/2021.

Dale, R. (2004). Globalização e educação: Demonstrando a existência de uma “cultura educacional mundial comum” ou localizando uma “agenda globalmente estruturada para a educação. Educação e Sociedade. v. 25, n. 87, p. 423-460, maio/ago. 2004. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0101- 73302004000200007&script=sci_abstract&tlng=pt/Consulta: 2/03/2021.

Dias Sobrinho, J. (2004). Educação superior, globalização e democratização: qual universidade? Revista Brasileira de Educação. n. 28, p. 164-173, 2005. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1413-24782005000100014&script=sci_arttext/ Consulta:15/05/2020.

DINIZ, J. A. R., OLIVEIRA, J. F. a de & LIMA, D. da C. B. P. (2021). A mercantilização da educação superior no Brasil: financeirização e oligopolização. Revista Educação em Questão, Natal, v. 59, n. 61, p. 1-19. Disponível em: file:///C:/Users/Regina/Downloads/mmaeditora,+8.+A+mercantiliza%C3%A7%C3%A3o+da+educa%C3%A7%C3%A3o+superior....pdf/Consulta: 8/05/2022.

Harris, S., & Wheeler, C. (2005). Entrepreneurs relationships for internationalization: functions, origins and strategies. International Business Review, v. 14, p. 187-207.

Kameyama, Ruy (2001). Visão Geral das Atividades de Private Equity. Monografia. Rio de janeiro, 2001. file:///C:/Users/wanes/Downloads/RUY_KAMEYAMA_RUY_KAMEYAMA_VISAO_GERAL_DA.pdf. Consulta: 27/06/2022.

Kato, F. B. G. (2019). As novas feições do ensino superior privado-mercantil brasileiro no contexto do capitalismo de predominância financeira. 39ª Reunião Nacional da ANPEd GT11 - Política de Educação Superior. Disponível em: http://39.reuniao.anped.org.br/category/trabalho/?grupo_trabalho=gt11-politica-de-educacao-superior /Consulta: 10/06/2021.

Knight, J. (1999). Internationalization remodeled: definition, approaches and rationales. Journal of Studies in International Education, v. 8, n. 1, p. 5-31. Disponível em: https://www.researchgate.net/publication/225084130_Internationalization_Remodeled_Definition_Approaches_and_Rationales/5/06/2022.

Laval, C. & Weber L. (2002). Le nouvel ordre éducatif mondial. Paris: Nouveaux Regards, Syllepse.

Leme, A. A. (2010). Neoliberalismo, globalização e reformas do estado: reflexões acerca da temática. Barbarói. Santa Cruz do Sul, n. 32. Disponível em: http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-65782010000100008 /Consulta: 9/06/2022.

Lima, J. P. C. (2019). Financeirização e Oligopolização no Ensino Superior Privado-Mercantil Brasileiro: a sestra e a destra numulárias no âmago da educação. Revista de Financiamento da Educação, Porto Alegre, v. 9, n. 2. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/fineduca/article/view/82457 /Consulta: 10/06/2022.

Lobo, G. M. de O. (2021). Expansão e interiorização da pós-graduação stricto sensu da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte: avanços, limites

e contradições. Disponível em: https://repositorio.ufrn.br/handle/123456789/50096/Consulta: 15/04/2023

Miranda, J.; Bentes, J. (2017). Internacionalizacão: dificuldades na gestão das IES brasileiras. In: Bentes, J. et al. (orgs.). Gestão no ensino superior: governança internacional. Rio de Janeiro: Wak, p. 91-108.

NETTO, J. P. & BRAZ, M. (2009). Economia política: uma introdução crítica. (5 edição), v. 1. São Paulo: Cortez.

OCDE (2019), Revisão por Pares da OCDE sobre Legislação e Política de Concorrência: Brasil www.oecd.org/daf/competition/oecd-peer-reviews-of-competition-law-andpolicy-brazil-2019.htm/ Consulta: 22/05/2022.

Oliveira, R. P. (2009). A transformação da educação em mercadoria no Brasil. Educação & Sociedade, Campinas: CEDES, v. 30, n. 108, p. 739-760. Disponível em: https://www.scielo.br/j/es/a/sM4kwNzqZMk5nsp8SchmkQD/?lang=pt&format=pdf /Consulta: 15/07/2022.

Polanyi, K. (2000). A grande transformação: as origens de nossa época. Tradução de Fanny Wrabel. (2. edição) Rio de Janeiro: Contraponto.

RUAS, Cláudia Mara Stapani. Grandes oligopólios da educação superior e a gestão do grupo anhanguera educacional (2007-2012). 2015. 311 f. Tese (Doutorado) – Programa de Pós Graduação em Educação, Universidade Católica Dom Bosco, Campo Grande, 2015/Consulta: 27/07/2022.

Salvador, E. (2010). Fundo público e políticas sociais na crise do capitalismo. Serv. Soc. Disponível em: https://www.scielo.br/j/sssoc/a/JjjhnQzh9FGx9q3t7WsT35g/abstract/?lang=pt/Consulta: 10/07/2022.

Santos, A.V. dos (2018). A hegemonia do capital na rede de governança do fundo de financiamento estudantil (FIES). Tese (Doutorado) – Programa de Pós-graduação em Educação, Universidade Católica de Brasília, 2018. Disponível em: file:///C:/Users/wanes/Downloads/Aline%20Veiga%20Tese.pdf /Consulta: 17/07/2022.

Santos, Aline Veiga; Guimarães-losif, Ranilce Mascarenhas; Chaves, Vera Lúcia Jacob (2013). Formação dos oligopólios na educação superior privada brasileira: sobreimplicação no trabalho docente. Revista Educação em Questão.

SIUFI, G. (2009). Cooperación internacional e internacionalización de la educación superior. Educación Superior y Sociedad - Nueva época, v. 14. Disponível em: http://ess.iesalc.unesco.org.ve/index.php/ess/article/view/55/42/Consulta: 15/05/2022.

Soares, C. F. Z. (2018). A financeirização da educação superior brasileira: o caso do Grupo Kroton. Dissertação (Mestrado em Educação). UFSC. Disponível em: https://repositorio.ufsc.br/handle/123456789/193603 /Consulta: 4/05/2022.

Sousa, J. A. E. (2018). Financeirização da educação superior privado-mercantil e sua (não) legalidade. Dissertação (Mestrado). UFPA. Disponível em: http://ppgedufpa.com.br/arquivos/File/joseaugusto.pdf /Consulta: 5/05/2022.

UNESCO (2009). Conferência Mundial sobre Ensino Superior. As Novas Dinâmicas do Ensino Superior e Pesquisas para a Mudança e o Desenvolvimento SocialDisponível em: ttp://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_docman&view=download&alias=4512-conferencia-paris&Itemid=30192/Consulta: 10/05/2022.

Vale, A. A, Carvalho, C. A. & Chaves, V. J. (2014). Expansão privado-mercantil e a financeirização da educação superior brasileira. In: CABRITO, B. et al. Os desafios da expansão da educação em países de língua portuguesa: financiamento e internacionalização. Lisboa: Educa. p.199-220/ Consulta: 23/05/2

Publicado
2023-11-04
Métricas
  • Visualizaciones del Artículo 51
  • PDF (Português (Brasil)) downloads: 28
Cómo citar
Franco, M. W. do N. B., & Castro, A. M. D. A. (2023). O Ensino Superior no Brasil: o processo de internacionalização mercantil no contexto da financeirização do capital. PARADIGMA, 44(5), 254-277. https://doi.org/10.37618/PARADIGMA.1011-2251.2023.p254-277.id1504