Conocimiento Especializado de Potenciación movilizado por docentes a partir de una Investigación Basada en Design

Palabras clave: Investigación Basada en Diseño, Conocimiento Especializado del Contenido, Potenciación, Educación Matemática

Resumen

En este artículo presentamos los resultados de la fase inicial de una investigación desarrollada por un grupo de estudio e investigación en el ámbito de una Maestría Profesional (MP), basada y enmarcada en la metodología de la Investigación Basada en el Diseño (IBD). Específicamente, en este trabajo, nos enfocamos en los primeros cuatro encuentros dedicados a discusiones teóricas sobre el contenido matemático de la potenciación, con el objetivo de analizar el Conocimiento Especializado del Contenido (SCK) movilizado/refinado por los docentes mientras trabajan colaborativamente en la etapa de preparación de un IBD y, luego, elaborar una conjetura sobre la dimensión del contenido de potenciación para el 6° año de primaria. A partir de los datos producidos en las grabaciones de las reuniones del grupo de estudio y investigación, concluimos que la experiencia brindada por el IBD favoreció la producción de conocimiento para los docentes, ya que lograron movilizar/refinar su SCK respecto a la potenciación cuando se permitieron entender la potenciación como una representación y cuando pudieron ampliar su perspectiva sobre el tema matemático, en la dirección de establecer relaciones entre la aritmética (trabajada en los primeros años) y el álgebra, a través del pensamiento algebraico, proporcionando un entorno favorable para nuevas reflexiones y aprendiendo sobre pensamiento algebraico y la potenciación.

Descargas

La descarga de datos todavía no está disponible.

Biografía del autor/a

Henrique Rizek Elias, Universidade de São Paulo
Licenciado e Bacharel em Matemática pela Universidade de São Paulo (USP campus São Carlos). Doutor em Ensino de Ciências e Educação Matemática pela Universidade Estadual de Londrina (UEL). Atualmente é docente do Departamento Acadêmico de Matemática da Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR campus Londrina) e docente permanente do Programa de Pós-Graduação em Ensino de Matemática (PPGMAT) da UTFPR dos campi Cornélio Procópio e Londrina.
Daniele Peres da Silva Martelozo, Universidade Estadual de Londrina
Licenciada em Matemática pela Universidade Estadual de Londrina (UEL), Doutora em Ensino de Ciências e Educação Matemática pela Universidade Estadual de Londrina (UEL). Atualmente é professora de escolas da Educação Básica do estado do Paraná, município de Primeiro de Maio.
Laís Cristina Viel Gereti, Universidade Estadual de Maringá
Licenciada em Matemática pela Universidade Estadual de Maringá (UEM), Doutora em Ensino de Ciências e Educação Matemática pela Universidade Estadual de Londrina (UEL). Atualmente é professora do Departamento de Ciências Exatas e Educação da Universidade Federal de Santa Catarina, campus Blumenau (UFSC).
Susana de Fátima Lopes, Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Mandaguari
Licenciada em Matemática pela Fundação Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Mandaguari (FAFIMAN), Mestranda do Programa de Pós-Graduação em Ensino de Matemática (PPGMAT) da UTFPR dos campi Cornélio Procópio e Londrina. Atualmente é professora do Departamento de Matemática da FAFIMAN e professora (Processo Seletivo Simplificado – PSS) do estado do Paraná.

Citas

Andrini, A., & Vasconcellos, M. J. (2015). Praticando a Matemática. São Paulo: Ed. do Brasil.
Angeluci, A. C. B., Redigolo, G. L., Silva, P. S. F., & Arakaki, P. J. (2020). Design Science Research como método para pesquisas em TIC na educação. In Congresso Internacional de Educação e Tecnologias/Encontro de Pesquisadores em Educação a Distância (pp. 1-13). São Carlos. CIET: EnPED - Congresso Internacional de Educação e Tecnologias/Encontro de Pesquisadores em Educação a Distância. Disponível em: https://cietenped.ufscar.br/submissao/index.php/2020/article/view/1023. Acesso: em 16 jun. 2021.
Ball, D. L., Thames, M. H., & Phelps, G. (2008). Content knowledge for teaching: What makes it special? Journal of Teacher Education, 59(5), 389-407. http://dx.doi.org/10.1177/0022487108324554.
Barbosa, J. C., & Oliveira, A. M. P. (2021). Por que a Pesquisa de Desenvolvimento na Educação Matemática? Perspectivas da Educação Matemática, 8(18), 526-547. Disponível em: https://periodicos.ufms.br/index.php/pedmat/article/view/1462. Acesso em: 18 out. 2021.
Boavida, A. M., & Ponte, J. P. (2002). Investigação colaborativa: Potencialidades e problemas. In GTI (Org), Reflectir e investigar sobre a prática profissional (pp. 43-55). Lisboa: APM. https://periodicos.ufms.br/index.php/pedmat/article/view/1462.
Bongiovani, V., Leite, O. R. V., & Laureano, J. L. T. (1992). Matemática e Vida: Trabalhando com Números, Medidas e Geometria (4a ed.). São Paulo: Ática.
Brasil, (2019). Documento de Área – Ensino. CAPES. Brasília. Disponível em: https://periodicos.ufms.br/index.php/pedmat/article/view/1462. Acesso em: 20 jan. 2021.
Brown, A. L. (1992). Design experiments: Theoretical and methodological challenges in creating complex interventions in classroom settings. The Journal of The Learning Sciences, 2(2), 141-178. Disponível em: https://www.uio.no/studier/emner/uv/iped/PED4550/h14/pensumliste/brown-1992.pdf. Acesso em: 19 fev. 2021.
Canavarro, A. P. (2007). O pensamento algébrico na aprendizagem da Matemática nos primeiros anos. Quadrante, 16(2), 81-118. Disponível em: https://dspace.uevora.pt/rdpc/bitstream/10174/4301/1/_Quadrante_vol_XVI_2-2007-pp000_pdf081-118.pdf. Acesso em: 20 jan. 2021.
Caraça, B. J. (1951). Conceitos Fundamentais da Matemática (1a ed.). Lisboa: Fotogravura Nacional.
Cobb, P., Confrey, J., diSessa, A., Lehrer, R., & Schauble, L. (2003). Designing Experiments In Educational Research. Educational Researcher, 32(1), 9-13. Disponível em: http://media.loft.io.s3.amazonaws.com/attachments/Design%20experiments%20in%20educational%20research.pdf. Acesso em: 27 fev. 2021.
Collins, A. (1992). Toward a design science of education. In Scanlon, E., & O’Shea, T. (Eds.). New directions in educational technology (pp. 15-22). Berlin: Springer Berlin Heidelberg. Disponível em: https://www.scirp.org/(S(351jmbntvnsjt1aadkposzje))/reference/ReferencesPapers.aspx?ReferenceID=1088679. Acesso em: 18 jan. 2021.
Esteban, M. P. S. (2010). Pesquisa qualitativa em educação: fundamentos e tradições. Porto Alegre: AMGH Editora Ltda.
Feltes, R.Z. (2007). Análise de erros em potenciação e radiciação: um estudo com alunos de ensino fundamental e médio. (Dissertação de Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Educação Em Ciências e Matemática Pontifícia, Universidade Católica do Rio Grande Do Sul, Rio Grande do Sul, Brasil. Disponível em: http://tede2.pucrs.br/tede2/handle/tede/3438. Acesso em: 17 jan. 2021.
Fiorentini, D., & Crecci, V. (2013). Desenvolvimento profissional docente: um termo guarda-chuva ou um novo sentido à formação? Formação Docente – Revista Brasileira de Pesquisa sobre Formação de Professores, 5(8), 11-23. Disponível em: https://revformacaodocente.com.br/index.php/rbpfp/article/view/74. Acesso em: 17 fev. 2021.
Giovanni, R, J., & Castrucci, B. (1992). A Conquista da Matemática. São Paulo (SP): FTD.
Giovanni Junior, R, J., & Castrucci, B. (2018). A Conquista da Matemática (4a ed.). São Paulo: FTD.
Van Den Akker, J., Gravemeijer, K., Mckenney, S. & Nieveen, N. (2006). Introduction to educational design research. In Van Den Akker, J., Gravemeijer, K,, Mckenney, S. & Nieveen, N. (Eds). Educational design research (pp.151-158). London, United Kingdom: Routledge. Disponível em: https://ris.utwente.nl/ws/portalfiles/portal/14472302/Introduction_20to_20education_20design_20research.pdf. Acesso em: 15 jan. 2021.
Kneubil, F. B., & Pietrocola, M. (2017). A pesquisa baseada em design: visão geral e contribuições para o ensino de ciências. Revista Investigações em Ensino de Ciências, 22(2), 1-16. Disponível em: https://www.if.ufrgs.br/cref/ojs/index.php/ienci/article/view/310. Acesso em: 20 jun. 2021.
Marcelo, C. (2009). Desenvolvimento profissional docente: passado e futuro. Sísifo: Revista de Ciências da Educação, 8, 7-22. Disponível em: http://sisifo.ie.ulisboa.pt/index.php/sisifo/article/view/130. Acesso em: 17 jun. 2021.
Mata-Pereira, J., Ponte, J. P. (2018). Promover o raciocínio matemático dos alunos: uma investigação baseada em design. Bolema, 32(62), 781-801. Disponível em: https://www.scielo.br/j/bolema/a/JbLWRnZGLJmBYCNYRm4P76J/?format=pdf&lang=pt. Acesso em: 21 jan. 2021.
Matta, A. E. R., Silva, F. P. S. & Boaventura, E. M. (2014). Design-based research ou pesquisa de desenvolvimento: metodologia para pesquisa aplicada de inovação em educação do século XXI. Revista da FAEEBA: Educação e Contemporaneidade, 23(42), 23-36. Disponível em: https://biblat.unam.mx/pt/revista/revista-da-faeeba/articulo/design-based-research-ou-pesquisa-de-desenvolvimento-metodologia-para-pesquisa-aplicada-de-inovacao-em-educacao-do-seculo-xxi. Acesso em: 16 ago. 2021.
Melo, M. C. P. (2020). A resolução de problemas: uma metodologia ativa no ensino de matemática para a construção dos conteúdos de “potenciação e radiciação” com alunos do ensino fundamental. (Dissertação de Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Ensino de Matemática, Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Londrina, PR. Disponível em: https://issuu.com/lfeditorial/docs/produtos_educacionais. Acesso em: 16 jan. 2021.
Menezes, L., & Ponte, J.P. (2010). Investigação colaborativa de professores e ensino da Matemática: caminhos para o desenvolvimento profissional. Jornal Internacional de Estudos em Educação Matemática, 1(1), 1-32. Disponível em: https://jieem.pgsskroton.com.br/article/view/148. Acesso em: 13 ago. 2021.
Nacarato, A. M., Mengali, B. L. Da S. & Passos, C. L. B. (Coord.). (2017). A matemática nos anos iniciais do ensino fundamental: tecendo fios do ensinar e do aprender. Belo Horizonte, MG: Autêntica.
Paias, A. M. (2009). Diagnóstico dos erros sobre a operação potenciação aplicado a alunos os Ensinos Fundamental e Médio. (Dissertação de Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Educação Matemática, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, SP. Disponível em: https://tede2.pucsp.br/handle/handle/11385. Acesso em: 21 jun. 2021.
Paias, A. M. (2019). Obstáculos no Ensino e na Aprendizagem do Objeto Matemático Potência. (Tese de doutorado). Programa de Pós-Graduação em Educação Matemática, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo. Disponível em: https://tede2.pucsp.br/bitstream/handle/22519/2/Ana%20Maria%20Paias.pdf. Acesso em: 20 jan. 2021.
Ponte, J. P., Carvalho, R., Pereira, J. M., & Quaresma, M. (2016). Investigação Baseada em Design para Compreender e Melhorar as Práticas Educativas. Quadrante, 25(2),77-98. Disponível em: http://hdl.handle.net/10451/28786. Acesso em: 19 fev. 2022.
Ponte, J. P., & Oliveira, H. (2002). Remar contra a maré: a construção do conhecimento e da identidade profissional na formação inicial. Revista de Educação,11(2), 145-163. Disponível em: https://repositorio.ul.pt/handle/10451/3167. Acesso em: 19 fev. 2022.
Ponte, J. P., & Serrazina, L. (2003). Professores e formadores investigam a sua própria prática: o papel da colaboração. Zetetiké, 11(20), 51-84. Disponível em: https://repositorio.ul.pt/bitstream/10451/3992/1/03-Ponte-Serrazina%20%28Zetetike%29.pdf. Acesso em 21 jan. 2022.
Powell, A. B., Francisco, J. M., & Maher, C. A. (2004). Uma abordagem à Análise de dados de vídeo para investigar o desenvolvimento de idéias e Raciocínios Matemáticos de Estudantes. Bolema, 21(17), 81-140. Disponível em: https://www.periodicos.rc.biblioteca.unesp.br/index.php/bolema/article/view/10538. Acesso em: 16 jun. 2021.
Prediger, S., Gravemeijer, J., & Confrey, J. (2015). Design research with a focus on learning processes: an overview on achievements and challenges. ZDM Mathematics Education, 47(6), 877-891. Disponível em: http://www.mathematik.tu-dortmund.de/~prediger/veroeff/15-ZDM_DesignResearch-Overview-Prediger-Gravemeijer-Confrey_Webversion.pdf. Acesso em: 28 jun. 2021.
Rôças, G., & Bomfim, A. M (2018). Do Embate à construção do Conhecimento: A importância do debate científico. Ciênc. Educ. (Bauru), 24(1), 3-7. Disponível em: https://www.scielo.br/j/ciedu/a/gNGrBJyLFQnV8qmwqR7bPHN/?lang=pt. Acesso em: 15 jan. 2021.
Santos, N. O. (2017). O Ensino de Potenciação por atividades. (Dissertação de mestrado). Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade do Estado do Pará, Belém. Disponível em: https://ccse.uepa.br/ppged/wp-content/uploads/dissertacoes/10/neuza_oliveira_dos_santos.pdf. Acesso em: 28 jun. 2021.
Shulman, L. S. (1986). Those who understand: knowledge growth in teaching. Educational Researcher, 15(2), 4-14. Disponível em: https://www.wcu.edu/webfiles/pdfs/shulman.pdf. Acesso em: 20 abr. 2021.
Shulman, L. S. (1987). Knowledge and teaching: Foundations of the new reform. Harvard Educational Review, 57(1), 1-22. Disponível em: https://people.ucsc.edu/~ktellez/shulman.pdf. Acesso em: 15 jun. 2021.
Silva, J. P. da., & Moreira, P. C. (2021). Formação Matemática na Licenciatura e Demandas da Prática Docente Escolar: o Caso da Álgebra. Perspectivas da Educação Matemática, 14(35), 1-32. Disponível em: https://periodicos.ufms.br/index.php/pedmat/article/view/13258. Acesso em: 26 set. 2021.
Soares, G. de O., Pigatto, A. G. S., & Bisognin, E. (2019). A Pesquisa Baseada em Design (PBD): um levantamento de trabalhos realizados no ensino de Matemática. Revista Thema, 16(2), 301-312. Disponível em: https://periodicos.ifsul.edu.br/index.php/thema/article/view/1219. Acesso em: 20 fev. 2021.
Wang, F., & Hannafin, M. J. (2005). Design-Based Research and Technology-Enhanced Learning Environments. Educational Technology Research and Development, 53(4), 5-24. Disponível em: https://www.jstor.org/stable/30221206. Acesso em: 14 ago. 2021.
Publicado
2022-05-01
Métricas
  • Visualizaciones del Artículo 45
  • PDF downloads: 39
Cómo citar
Rizek Elias, H., Silva Martelozo, D. P. da, Viel Gereti, L. C., & Fátima Lopes, S. de. (2022). Conocimiento Especializado de Potenciación movilizado por docentes a partir de una Investigación Basada en Design. PARADIGMA, 43(2), 404-431. https://doi.org/10.37618/PARADIGMA.1011-2251.2022.p404-431.id1232