Enseñanza de las Matemáticas en los primeros años de la escuela primaria a través de problemas matemáticos contextualizados

Palabras clave: Resolución de problemas, Problemas matemáticos contextualizados, Contexto, Educación Matemática, Matemáticas Primeros Años

Resumen

Este artículo es producto de una investigación cualitativa de carácter interpretativo que tuvo como objetivo investigar cómo los problemas matemáticos contextualizados ayudan a los estudiantes a comprender enunciados y desarrollar estrategias resolutivas. Para la producción de datos, se elaboraron problemas matemáticos en el contexto de un tema elegido por los participantes de la investigación, estudiantes de 4° año de primaria de una escuela pública de la ciudad de Curitiba, en el estado de Paraná (BRASIL). Estos problemas fueron resueltos por los estudiantes, individualmente o en grupos, con registros escritos. Los diálogos entre las parejas en los momentos de las resoluciones se grabaron en audio y video para su posterior análisis, además de realizar entrevistas, a modo de conversación, con algunos de los estudiantes, con el fin de comprender mejor las estrategias de resolución que desarrollaron. Los resultados muestran que el trabajo con problemas matemáticos contextualizados contribuyó a la comprensión de los enunciados por parte de los estudiantes, además del establecimiento de relaciones entre el contexto creado y las experiencias cotidianas, y la movilización de los conocimientos matemáticos para el desarrollo de estrategias de resolución con autonomía, constituyendo un aporte al proceso didáctico en la enseñanza de las matemáticas.

Descargas

La descarga de datos todavía no está disponible.

Biografía del autor/a

Flavia Cristine Fernandes Souto, Universidade Federal do Paraná
Mestrado em Educação: Teoria e Prática de Ensino (Profissional) pela Universidade Federal do Paraná (UFPR).  Especialização em Educação Especial pelo Centro Universitário Bagozzi.  Licenciada em Pedagogia pela Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG). Profissional do magistério nos Anos Iniciais da Rede Municipal de Curitiba (RMC). Tem experiência na área de Educação, com ênfase em Tópicos Específicos de Educação. 
Ettiène Guérios, Universidade Estadual de Campinas
Doutorado em Educação Matemática pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Mestrado em Educação, Licenciatura em Matemática, Licenciatura em Pedagogia e Especialização em Metodologia do Ensino nas Séries Iniciais pela Universidade Federal do Paraná (UFPR.). Professora na Universidade Federal do Paraná: Programa de Pós-Graduação em Educação (Acadêmico) e Programa de Pós-Graduação em Educação: Teoria e Prática de Ensino (Profissional Tem experiência em: formação de professores (inicial e continuada), estudos da complexidade na perspectiva do pensamento complexo, prática pedagógica, educação matemática, didática e metodologia para a docência de matemática em todos os níveis.

Citas

Allevato, N. S. G. & Onuchic, L. de la R. (2014). Ensino - Aprendizagem - Avaliação de Matemática: por que através da resolução de problemas?. In L. de la R. Onuchic, N. S. G. Allevato, F. C. H. Noguti & A. M. Justulin (Org.). Resolução de Problemas: Teoria e Prática (pp. 35-52). Jundiaí, SP: Paco Editorial.
MEC. Ministério da Educação e do Desporto. (1997). Parâmetros Curriculares Nacionais: Matemática. Secretaria de Educação Fundamental. Brasília, DF: MEC/SEF.
MEC. Ministério da Educação e do Desporto. (2008). Pró-Letramento: Programa de Formação Continuada de Professores dos Anos/Séries Iniciais do Ensino Fundamental: Matemática. Secretaria de Educação Fundamental. Brasília, DF: MEC/SEB. MEC. Ministério da Educação e do Desporto. (2018). Base Nacional Comum Curricular. Secretaria de Educação Fundamental. Brasília, DF: MEC/SEF. Disponível em: http://basenacionalcomum.mec.gov.br/images/BNCC_EI_EF_110518_versaofinal_site.pdf . Acesso em: 10 dez. 2021.
D’ Ambrosio, U. (1998). Etnomatemática. São Paulo, SP: Ática.
D’Ambrosio, U. (2016). A Metáfora das Gaiolas Epistemológicas e uma Proposta Educacional. Perspectivas da Educação Matemática, 9(20), 222-234. Disponível em: https://trilhasdahistoria.ufms.br/index.php/pedmat/article/view/2872. Acesso em: 8 nov. 2021.
Giardinetto, J. R. B. (1999). Matemática escolar e Matemática da vida cotidiana. Campinas, SP: Autores Associados.
Guérios, E. (2020). Cotidiano, Realidade, Contextualização: compreensões de professores que ensinam Matemática na Educação Básica. In A. M. Kaleff & P. C. Pereira. (Org.). Educação Matemática: diferentes olhares e práticas. (pp. 45–62). Curitiba, PR: Appris.
Guérios, E. (2021). Prática pedagógica na perspectiva da complexidade: articulação entre Educação Matemática e educação para a vida. Revista Polyphonía, 32(1), 100-117. Disponível em: https://www.revistas.ufg.br/sv/article/view/67393. Acesso em: 02 dez. 2021.
Guérios, E., Gosmatti, A., Fernandes, A. C., Zaramela, D. C. B. & Perine, G. L. (2009). Estudo de elementos componentes da prática didática e metodológica de professores que ensinam Matemática. In Anais do X Encontro Paranaense de Educação Matemática, pp. 431-443. Guarapuava, PR: SBEM, PR.
Herebia, C. F. B. (2007). Leitura, interpretação e resolução de problemas matemáticos de estruturas aditivas. (Dissertação de mestrado). Programa de Pós-graduação em Educação, Universidade Católica Dom Bosco, Campo Grande, MS. Disponível em: https://www.livrosgratis.com.br/ler-livro-online-40513/leitura-interpretacao-e-resolucao-de-problemas-matematicos-de-estruturas-aditivas. Acesso em: 04 dez. 2021.
Ligeski, A. I. S. (2013). Compreensão de enunciados na resolução de problemas matemáticos no ensino fundamental. (Dissertação de mestrado). Programa de Pós-graduação em Educação, Universidade Federal do Paraná, Curitiba, PR. Disponível em: https://acervodigital.ufpr.br/handle/1884/36260. Acesso em: 23 nov. 2021.
Morais, M, das D. de. (2010). Papel da compreensão leitora na resolução de problemas matemáticos. (Dissertação de mestrado). Programa de Pós-graduação em Ciências da Linguagem, Universidade Católica de Pernambuco, Recife, PE. Disponível em: http://tede2.unicap.br:8080/bitstream/tede/728/1/dissertacao_maria_das_dores.pdf. Acesso em: 12 nov. 2021.
Moreira, H. & Caleffe, L. G. (2008). Metodologia da pesquisa para o professor pesquisador. Rio de Janeiro, RJ: Lamparina.
Onuchic, L. de la R. (1999). Ensino-aprendizagem de Matemática através da resolução de problemas. In M. A. V. Bicudo (Org.). Pesquisa em Educação Matemática: concepções e perspectivas (pp. 199-218). São Paulo, SP: Ed. da UNESP.
Onuchic, L de la R., & Allevato, N. S. G. (2012). Novas reflexões sobre o ensino-aprendizagem de Matemática através da resolução de problemas. In M. A. V. Bicudo & M. C. Borba. (Org.). Educação Matemática: pesquisa em movimento (pp. 232-252). (4a ed.). São Paulo, SP: Cortez.
Polya, G. (1997). Sobre a resolução de problemas de Matemática na high school. In S. Krulik & R. E. Reys. (Org.). A resolução de problemas na Matemática escolar (pp. 1-3). São Paulo, SP: Atual.
Polya, G. (2006). A arte de resolver problemas: um novo aspecto do método matemático. Rio de Janeiro, RJ: Interciência.
Schoenfeld, A. H. (1996). Por que toda esta agitação acerca da resolução de problemas? In P. Abrantes, L. C. Leal & J. P. Ponte (Org.). Investigar para aprender Matemática (pp. 61-71). Lisboa, Portugal: APM.
Schoenfeld, A. H. (1997). Heurísticas na sala de aula. In S. Krulik & R. E. Reys. A resolução de problemas na Matemática escolar (pp. 13-31). São Paulo, SP: Atual.
Silva, P. V. da. (2011). O aprendizado de regras matemáticas: uma pesquisa de inspiração wittgensteiniana com crianças da 4ª série no estudo da divisão (Dissertação de mestrado). Programa de Pós-graduação em Ciências e Matemática Universidade Federal do Pará, Belém, PA. Disponível em: http://repositorio.ufpa.br/jspui/bitstream/2011/2887/1/Dissertacao_AprendizadoRegrasMatematicas.pdf. Acesso em: 09 dez. 2021.
Skovsmose, O. (2000). O cenário de investigação. Bolema, 14, 66-91. Disponível em: https://www.periodicos.rc.biblioteca.unesp.br/index.php/bolema/article/view/10635. Acesso em: 04 dez. 2021.
Souto, F. C. F. (2018). Contribuições do ensino de Matemática por meio da resolução de problemas contextualizados nos anos iniciais do Ensino Fundamental. (Dissertação de mestrado). Programa de Pós-graduação em Educação: Teoria e Prática de Ensino, Universidade Federal do Paraná, Curitiba, PR. Disponível em: https://acervodigital.ufpr.br/handle/1884/58296. Acesso em: 02 dez. 2021.
Tufano, W. (2002). Contextualização. In I. C. A. Fazenda. Dicionário em construção: interdisciplinaridade (pp. 40-41). São Paulo, SP: Cortez.
Valero, P. (2002). Consideraciones sobre el contexto y la educación matemática para la democracia. Quadrante, 11(1). 49-59. Disponível em: https://quadrante.apm.pt/article/view/22744. Acesso em: 13 set. 2021.
Publicado
2022-05-01
Métricas
  • Visualizaciones del Artículo 66
  • PDF downloads: 61
Cómo citar
Fernandes Souto, F. C., & Guérios, E. (2022). Enseñanza de las Matemáticas en los primeros años de la escuela primaria a través de problemas matemáticos contextualizados. PARADIGMA, 43(2), 380-403. https://doi.org/10.37618/PARADIGMA.1011-2251.2022.p380-403.id1231