Procedimientos metodológicos en la investigación del razonamiento matemático de estudiantes cuando resuelven tareas exploratorias

Palabras clave: Procesos de razonamiento matemático, Procedimientos metodológicos, Enseñanza de las Matemáticas, Acciones del profesor, Tareas exploratorias

Resumen

Considerando que varios autores enfatizan la importancia del desarrollo del razonamiento matemático, que documentos curriculares nacionales recientes atribuyen importancia al tema y que las investigaciones sobre el mismo son aún incipientes en Brasil, nos propusimos como objetivo discutir aspectos metodológicos en las investigaciones que tenemos desarrollado sobre este tema. Adoptando supuestos de investigación basada en el diseño (DBR), describimos los procedimientos metodológicos que hemos considerado al investigar cuestiones sobre el razonamiento matemático, a saber: la definición de contexto; la elección de tareas exploratorias; la elaboración de marcos de análisis; la recopilación de datos; y análisis de datos. Como resultado, se presentan los procedimientos metodológicos para el análisis de los datos recolectados en la aplicación de dos tareas exploratorias. En el caso de la primera tarea, el foco está en los procedimientos de análisis de los procesos de razonamiento matemático que movilizan los estudiantes de 7° grado cuando lo resuelven. En el segundo, se presentan procedimientos para analizar las acciones del docente que contribuyen a la movilización de estos procesos.

Descargas

La descarga de datos todavía no está disponible.

Biografía del autor/a

Luís Felipe Gonçalves Carneiro, Universidade Tecnológica Federal do Paraná
Mestre em Ensino de Matemática pela Universidade Tecnológica Federal do Paraná e licenciado em Matemática pela Universidade Tecnológica Federal do Paraná. Professor de Matemática da rede pública estadual do Paraná.
Eliane Maria de Oliveira Araman, Universidade Estadual de Londrina
Licenciada em Ciências com habilitação em Matemática pelo Centro de Estudos Superiores de Londrina. Mestrado e Doutorado em Ensino de Ciências e Educação Matemática pela Universidade Estadual de Londrina. É docente do Departamento de Matemática da Universidade Tecnológica Federal do Paraná - Campus Cornélio Procópio e do Programa de Pós-Graduação Mestrado Profissional em Ensino de Matemática (PPGMAT). Realizou estágio pós-doutoral no Instituto de Educação da Universidade de Lisboa. Realiza suas pesquisas em História da Matemática na Educação Matemática, em Raciocínio Matemático e seus processos e em Formação de Professores.
André Luis Trevisan, Universidade Estadual de Londrina
Licenciado em Matemática, Bacharelado e Mestrado em Matemática Aplicada pela Unicamp. Doutorado em Ensino de Ciências e Educação Matemática pela Universidade Estadual de Londrina. É docente do Departamento de Matemática da Universidade Tecnológica Federal do Paraná – Campus Londrina e do Programa de Pós-Graduação Mestrado Profissional em Ensino de Matemática (PPGMAT). Realizou estágio pós-doutoral na Universidade Federal do ABC. Realiza suas pesquisas em Ensino de Cálculo Diferencial e Integral, em Raciocínio Matemático e seus processos e em Formação de Professores.

Citas

Araman, E. M. O. & Serrazina, M. L. (2020). Processos de raciocínio matemático na resolução de tarefas exploratórias no 3º ano de escolaridade. Revista Paranaense de Educação Matemática, 9(18), 118-136.
Araman, E. M. O., Serrazina, M. L. & Ponte J. P. (2019). “Eu perguntei se o cinco não tem metade”: ações de uma professora dos primeiros anos que apoiam o raciocínio matemático. Educação Matemática Pesquisa, 21(2), 466-490.
Barbosa, J. C. & Oliveira, A. M. P. (2015). Por que a Pesquisa de Desenvolvimento na Educação Matemática? Perspectivas em Educação Matemática, 8(18), 527-546.
Bogdan, R. & Biklen, S. (1994). Investigação Qualitativa em Educação. Porto: Porto Editora.
Brasil. (2018). Ministério da Educação. Base Nacional Comum Curricular: Educação é a base. Brasília.
Brasil. (2019) Ministério da Educação. Resolução no 2, de 24 de abril de 2019. Diretrizes Curriculares Nacionais do Curso de Graduação em Engenharia, Brasília, Brasil. Edição 89. Seção 1, p. 43.
Brodie, K. Teaching Mathematical Reasoning in Secondary School Classrooms. Boston: Springer US, 2010.
Carneiro, L. F. G. (2021). Processos de raciocínio matemático mobilizados por alunos do Ensino Fundamental. (Dissertação de mestrado). Programa de Pós-Graduação em Ensino de Matemática, Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Londrina, PR, Brasil.
Cobb, P., Confrey, J., Disessa, A., Lehrer, R. & Schauble, L. (2003). Design experiments in educational research. Educational Researcher, 32(1), 9-13.
Ellis, A., Özgür, Z. & reiten, L. (2018). Teacher moves for supporting student reasoning. Mathematics Education Research Journal, 30(2), 1-26.
Erickson, F. (1986). Qualitative Methods in Research on Teaching. In: M. Wittrock (Ed.). Handbook of Research on Teaching. (3. ed). Nova Iorque: MacMillan.
Jeannotte, D. & Kieran, C. (2017) A conceptual model of mathematical reasoning for school mathematics. Educational Studies in Mathematics, 96(2), 1-16.
Lannin, J., Ellis, A. & Elliot, R. (2011). Developing Essential Understandings of Mathematical Reasoning for Teaching Mathematics in Prekindergarten-Grade 8. Reston: NCTM.
Lithner, J. A. (2008). A research framework for creative and imitative reasoning. Educational Studies in Mathematics, 67(3), 255-276.
Lüdke, M. & André, M. (2018). Pesquisa em educação: abordagens qualitativas. (2. ed). Rio de Janeiro: E.P.U.
Mata-Pereira, J. & Ponte, J. P. (2017). Enhancing students’ mathematical reasoning in the classroom: teacher actions facilitating generalization and justification. Educational Studies in Mathematics, 6(92), 169-186.
Mata-Pereira, J. & Ponte, J. P. (2018). Promover o Raciocínio Matemático dos Alunos: uma investigação baseada em design. Bolema, 32(62), 781-801.
Morais, C., Serrazina, L. & Ponte, J. P. (2018). Mathematical Reasoning Fostered by (Fostering) Transformations of Rational Number Representations. Acta Scientiae, 20(4), 552-570.
Ponte, J. P. (2002). Gestão Curricular em Matemática. In: GTI (Ed.). O professor e o desenvolvimento curricular. Lisboa: APM.
Ponte, J. P., (2002). Investigar a nossa própria prática. In: GTI (Ed.). Reflectir e investigar sobre a prática profissional. Lisboa: APM.
Ponte, J. P., Carvalho, R., Mata-Pereira, J. & Quaresma, M. (2016). Investigação baseada em design para melhor compreender e melhorar as práticas educativas. Quadrante, 7(2), 77-98.
Ponte, J. P., Mata-Pereira, J. & Henriques, A. (2012). O raciocínio matemático nos alunos do Ensino Básico e do Ensino Superior. Práxis Educativa, 7(2), 355-377.
Ponte, J. P., Mata-Pereira, J. & Quaresma, M. (2013). Ações do professor na condução das discussões matemáticas. Quadrante, 22(2).
Ponte, J. P., Quaresma, M. & Mata-Pereira, J. (2020). Como desenvolver o raciocínio matemático na sala de aula? Educação e Matemática, 2(156), 7-11.
Powell, A. B., Francisco, J. M. & Maher, C. A. (2004). Uma abordagem à análise de dados de vídeo para investigar o desenvolvimento de ideias e raciocínios matemáticos de estudantes. Bolema, 17(21), 81-140.
Stein, M. K., Engle, R., Smith, M. & Hughes, E. (2008). Orchestrating productive mathematical discussions: five practices for helping teachers move beyond show and tell. Mathematical Thinking and Learning, 10(4), 313-340.
Stylianides, G. J. (2009). Reasoning-and-Proving in School Mathematics Textbooks. Mathematical Thinking and Learning, 11(4), 258-288.

Trevisan, A. L. & Araman, E. M.O. (2021). Processos de Raciocínio Matemático Mobilizados por Estudantes de Cálculo em Tarefas Envolvendo Representações Gráficas. Bolema, 35(69), 158-178.
Trevisan, A. L. & Mendes, M. T. (2018). Ambientes de ensino e aprendizagem de Cálculo Diferencial e Integral organizados a partir de episódios de resolução de tarefas: uma proposta. Revista Brasileira de Ensino de Ciência e Tecnologia, 11(1), 209-227.
Trevisan, A. L., Silva, D. D., Cargnin, C. & Gonçalves, W. J. (2020). Tarefas para o desenvolvimento do raciocínio covariacional. Ensino da Matemática em Debate, 7(2), 282-295.
Trevisan, A. L. & Volpato, M. A. (2022). Discussões matemáticas em aulas de Cálculo Diferencial e Integral e as ações do professor. Perspectivas da Educação Matemática, no prelo.
Publicado
2022-05-01
Métricas
  • Visualizaciones del Artículo 86
  • PDF downloads: 51
Cómo citar
Gonçalves Carneiro, L. F., Oliveira Araman, E. M. de, & Trevisan, A. L. (2022). Procedimientos metodológicos en la investigación del razonamiento matemático de estudiantes cuando resuelven tareas exploratorias. PARADIGMA, 43(2), 132-157. https://doi.org/10.37618/PARADIGMA.1011-2251.2022.p132-157.id1221