REFLEXIONES DE LOS FUTUROS PROFESORES SOBRE LA ENSEÑANZA-APRENDIZAJE DE LAS MATEMÁTICAS A TRAVÉS DE LA RESOLUCIÓN DE PROBLEMAS

Palabras clave: Formação inicial, licenciatura em matemática, ensino de matemática, estágio, teoria.

Resumen

O objetivo do artigo é apresentar as reflexões de futuros professores sobre o ensino de matemática via resolução de problemas. Realizamos uma pesquisa descritiva, investigando sete licenciandos em Matemática do quarto ano do curso. Após participarem de aulas teóricas sobre o Ensino-Aprendizagem de Matemática via Resolução de Problemas (EAMvRP) e de terem realizado regências de aula, na escola, responderam a um questionário com três questões. Os resultados mostraram que as reflexões indicaram que o maior limite encontra-se na falta de participação e iniciativa dos alunos. Já sobre as possibilidades, entendeu-se que a construção pelos alunos de diferentes estratégias de resolução e as discussões das ideias são pontos importantes. Concluímos que a vivência de aulas na escola por meio do estágio é necessária para a compreensão dos limites e possibilidade do EAMvRP e que pesquisas devem ser feitas para buscar entender a falta de participação dos alunos do ponto de vista cognitivo e afetivo.

Descargas

La descarga de datos todavía no está disponible.

Biografía del autor/a

Marcelo Carlos de Proença, Universidade Estadual de Maringá
Doutor na área de Ensino de Ciências e Matemática pela Universidade Estadual Paulista (UNESP-FC/Bauru). Professor Associado do Departamento de Matemática e professor do Programa de Pós-graduação em Educação para a Ciência e a Matemática da Universidade Estadual de Maringá (UEM). Linhas de investigação: Resolução de Problemas no ensino e aprendizagem de Matemática; Formação de Professores que ensinam Matemática.

Citas

AZEVEDO, E. Q. O processo de ensino-aprendizagem-avaliação de matemática através da resolução de problemas no contexto da formação inicial do professor de matemática. 2014, 268 f. Tese (Doutorado) – Universidade Estadual Paulista, Instituto de Geociências e Ciências Exatas, Rio Claro, 2014. Disponível em: https://repositorio.unesp.br/handle/11449/108824. Acesso em 20 jan. 2022.

BARDIN, L. Análise de Conteúdo. Edições 70, 2011.

BRASIL. Ministério da Educação. Parecer CNE/CP 28/2001. Diário Oficial da União, Brasília, 18 jan., Seção 1, p. 31, 2002. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/cne/arquivos/pdf/028.pdf. Acesso em: 25 jan. 2022.

BRASIL. Resolução CNE/CP nº 2/2019. Define as Diretrizes Curriculares Nacionais para a Formação Inicial de Professores para a Educação Básica e institui a Base Nacional Comum para a Formação Inicial de Professores da Educação Básica (BNC-Formação). Brasília, DF: CNE, 2019. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_docman&view=download&alias=135951-rcp002-19&category_slug=dezembro-2019-pdf&Itemid=30192. Acesso em: 25 jan. 2022.

CAI, J.; LESTER, F. Por que o ensino com resolução de problemas é importante para a aprendizagem do aluno? Boletim GEPEM, v. 60, jan./jun., p. 147-162, 2012. Disponível em: http://dx.doi.org/10.4322/gepem.2014.008. Acesso em: 20 dez. 2021.

CASTRO, J. L. F.; CARVAJAL, C. A. Resolución de problemas como estratégia metodológica en la formación de docentes de matemáticas: una propuesta. Cuadernos de Investigación y Formación en Educación Matemática, Costa Rica, v. 5, n. 6, p. 175-191, 2010. Disponível em: https://revistas.ucr.ac.cr/index.php/cifem/article/view/6928/6614. Acesso em: 20 dez. 2021.

CYRINO, M. C. C. Preparação e emancipação profissional na formação inicial do professor de matemática. In: NACARATO, A. M.; PAIVA, M. A. V. (Org.). A formação do professor que ensina matemática: perspectivas e pesquisas Belo Horizonte: Autêntica, 2006. p. 77-88.

ECHEVERRÍA, M. P. P. A solução de problemas em matemática. In: POZO, J. I. (Org.). A solução de problemas: aprender a resolver, resolver para aprender. Porto Alegre: ArtMed, 1998. p. 43-65.

FI, C. D.; DEGNER, K. M. Teaching through problem solving. Mathematics Teacher, v. 105, n. 6, february, p. 455-459, 2012. Disponível em: https://doi.org/10.5951/mathteacher.105.6.0455. Acesso em: 20 dez. 2021.

FIGUEIREDO, F. F. Designs de enunciados para la (re) formulación y resolución de problemas con la utilización de tecnologías digitales en la formación inicial de profesores de matemática. Paradigma, v. 40, n. 126, p. 126-149, 2019. Disponível em: https://doi.org/10.37618/PARADIGMA.1011-2251.2019.p126 – 149.id745. Acesso em: 10 dez. 2021.

GIL, A. C. Métodos e técnicas de pesquisa social. 6. ed. São Paulo: Atlas, 2012.

IMBERNÓN, F. Formação docente e profissional: formar-se para a mudança e a incerteza. 9. ed. São Paulo: Cortez, 2011.

LESTER, F. K.; CAI, J. Can mathematical problem solving be taught? Preliminary answers from 30 years of research. In: FELMER, P.; PEHKONEN, E.; KILPATRICK, J. (Org.). Posing and solving mathematical problems. Springer: Cham, 2016. p. 117-135.

LILJEDAHL, P.; CAI, J. Empirical research on problem solving and problem posing: a look at the state of the art. ZDM - Mathematics Education, Karlsruhe, v. 53, n. 4, p. 723-735, 2021. Disponível em: https://link.springer.com/article/10.1007/s11858-021-01291-w. Acesso em 02 mar. 2022.

LLINARES, S. Enseñar matemáticas como una profesión: características de las competencias docentes. Cuadernos de Investigación y Formación en Educación Matemática, v. 14, n. 18, p. 30-43, 2019. Disponível em: https://revistas.ucr.ac.cr/index.php/cifem/article/view/39889/40431. Acesso em: 10 dez. 2021.

LÜDKE, M.; ANDRÉ, M. E. D. A. Pesquisa em Educação: abordagens qualitativas. São Paulo: Editora Pedagógica e Universitária, 1986.

MANRIQUE, A. L. Licenciatura em Matemática: formação para a docência x formação específica. Educação Matemática Pesquisa, v. 11, n. 3, p. 515-534, 2009. Disponível em: https://revistas.pucsp.br/index.php/emp/article/view/2830. Acesso em: 10 out. 2021.

MAYER, R. E. Thinking, problem solving, cognition. 2a ed. New York: WH Freeman and Company, 1992.

MENDES, L. O. R.; AFONSO, E. J. M.; PROENÇA, M. C. Análise da compreensão de licenciandos em Matemática sobre o ensino via resolução de problemas. Educação Matemática Debate, Unimontes, v. 4, p. 01-23, 2020. Disponível em: https://www.periodicos.unimontes.br/index.php/emd/article/view/449. Acesso em 15 dez. 2021.

MENDES, L. O. R.; PEREIRA, A. L.; PROENÇA, M. C. O que dizem as Pesquisas sobre a Resolução de Problemas na Formação Inicial de Professores de Matemática: um olhar sobre as fragilidades metodológicas. Educação Matemática Pesquisa, São Paulo, v. 22, n. 2, p. 721-750, 2020. Disponível em: https://revistas.pucsp.br/index.php/emp/article/view/48679. Acesso em: 10 dez. 2021.

MENDES, L. O. R.; PROENÇA, M. C. O Ensino de Matemática via resolução de problemas na formação inicial de professores. Revista de Educação Matemática, São Paulo, v. 17, p. 01-24, 2020. Disponível em: https://www.revistasbemsp.com.br/index.php/REMat-SP/article/view/255. Acesso em; 15 dez. 2021.

MIZUKAMI, M. G. N. Aprendizagem da docência: conhecimento específico, contextos e práticas pedagógicas. In: NACARATO, A. M.; PAIVA, M. A. V. (Org.). A formação do professor que ensina matemática: perspectivas e pesquisas. Belo Horizonte: Autêntica, 2006. p. 213-231.

NUNES, C. B. O processo ensino-aprendizagem-avaliação de geometria através da resolução de problemas: perspectivas didático-matemáticas na formação inicial de professores de matemática. 2010, 430 f. Tese (Doutorado) – Universidade Estadual Paulista, Instituto de Geociências e Ciências Exatas, Rio Claro, 2010. Disponível em: https://repositorio.unesp.br/handle/11449/102122. Acesso em 20 jan. 2022.

OLIVEIRA, R. G. Estágio curricular supervisionado: horas de parceria escola-universidade. Jundiaí: Paco, 2011.

PACHECO, J. A.; FLORES, M. A. Formação e avaliação de professores. Porto: Porto Editora, 1999.

PÉREZ, L. C.; CABRERA, C. R. (2014). La resolución de problemas en la escuela. Cuadernos de Investigación y Formación en Educación Matemática, v. 9, n. 12, p. 291-300, 2014. Disponível em: https://revistas.ucr.ac.cr/index.php/cifem/article/view/18927/19040. Acesso em: 10 out. 2021.

PIMENTA, S. G.; LIMA, M. S. L. Estágio e docência. 2a ed. São Paulo: Cortez, 2004.

PROENÇA, M. C. O ensino por meio da resolução de problemas: conhecimentos e perspectivas de professores de matemática do PDE. In: XII Encontro Paranaense de Educação Matemática. Anais do XII EPREM, 2014. Disponível em: http://sbemparana.com.br/arquivos/anais/epremxii/ARQUIVOS/COMUNICACOES/CCTitulo/CC050.PDF. Acesso em: 20 ago. 2021.

PROENÇA, M. C. Resolução de Problemas: encaminhamentos para o ensino e a aprendizagem de Matemática em sala de aula. Maringá: Eduem, 2018.

PROENÇA, M. C. Resolução de Problemas: uma proposta de organização do ensino para a aprendizagem de conceitos matemáticos. Revista de Educação Matemática, São Paulo, v. 18, p. e021008, 2021. Disponível em: https://www.revistasbemsp.com.br/index.php/REMat-SP/article/view/359. Acesso em 02 mar. 2022.

PROENÇA, M. C.; MENDES, L. O. R.; OLIVEIRA, A. B. Estágio Curricular Supervisionado no Contexto do Ensino Remoto: análise da visão de futuros professores de Matemática. Revista Baiana de Educação Matemática, v. 2, n. 01, p. e202108, dez., 2021. Disponível em: https://doi.org/10.47207/rbem.v2i01.11965. Acesso em 15 jan. 2022.

PROENÇA, M. C.; PIROLA, N. A. A resolução de problemas no contexto do estágio curricular supervisionado: dificuldades e limites de licenciandos em matemática. Revista Eletrônica de Educação Matemática, v. 9, n. 1, p. 119-138, 2014. Disponível em: http://dx.doi.org/10.5007/1981-1322.2014v9n1p119. Acesso em: 15 ago. 2021.

PROENÇA. M. C. A resolução de problemas na licenciatura em matemática: análise de um processo de formação no contexto do estágio curricular supervisionado. 2012, 208 f. Tese (Doutorado) – Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Ciências, Bauru, 2012. Disponível em: https://repositorio.unesp.br/handle/11449/102028. Acesso em 20 jan. 2022.

PRUSAK, N., HERSHKOWITZ, R.; SCHWARZ, B. B. Conceptual learning in a principled design problem solving environment. Research in Mathematics Education, v. 15, n. 3, p. 266-285, 2013. Disponível em: https://www.researchgate.net/publication/271928141_Conceptual_learning_in_a_principled_design_problem_solving_environment. Acesso em: 20 ago. 2021.

RUIZ, A., CARVAJAL C. A.; ARAYA, R. G. Conceptos, procedimientos y resolución de problemas en la lección de matemáticas. Cuadernos de Investigación y Formación en Educación Matemática, Costa Rica, v. 1, n. 1, p. 01-14, 2006. Disponível em: https://revistas.ucr.ac.cr/index.php/cifem/article/view/6968/6654. Acesso em: 20 nov. 2021.

SCHOENFELD, A. H. Mathematical practices, in theory and practice. ZDM: The International Journal on Mathematics Education, v. 52, n. 2, p. 01-13, 2020. Disponível em: https://doi.org/10.1007/s11858-020-01162-w. Acesso em: 20 nov. 2021.

SCHOENFELD, A. H. Mathematical problem solving. Orlando: Academic Press, 1985.

SCHOENFELD, A. H. Problem solving in context(s). In: CHARLES R. I.; SILVER, E. A. (Org.). The teaching and assessing of mathematical problem solving. 3. ed. Virginia: Lawrence Erlbaum Associates, 1990. p. 82-92.

SCHROEDER, T. L.; LESTER, F. K. JR. Developing understanding in mathematics via problem solving. In: TRAFTON, P. R.; SHULTE, A. P. (Org.). New directions for elementary school mathematics. Reston: NCTM, 1989. p. 31-42.

SHULMAN, L. S. Those who understand: knowledge growth in teaching. Educational Researcher, v. 15, n. 2, fev., p. 04-14, 1986. Disponível em: https://doi.org/10.2307/1175860. Acesso em: 20 ago. 2021.

TRIGO, M. S. El papel de la resolución de problemas en el desarrollo del conocimiento matemático de los profesores para la enseñanza. Cuadernos de Investigación y Formación en Educación Matemática, v. 7, n. 10, p. 151-163, 2012. Disponível em: https://revistas.ucr.ac.cr/index.php/cifem/article/view/10566/10003. Acesso em: 20 nov. 2021.

UNESCO. Os desafios do ensino de matemática na educação básica. São Carlos: EdUFSCar, 2016. Disponível em: https://unesdoc.unesco.org/ark:/48223/pf0000246861. Acesso em: 15 ago. 2021.

Publicado
2022-07-02
Métricas
  • Visualizaciones del Artículo 78
  • PDF downloads: 28
Cómo citar
Carlos de Proença, M. (2022). REFLEXIONES DE LOS FUTUROS PROFESORES SOBRE LA ENSEÑANZA-APRENDIZAJE DE LAS MATEMÁTICAS A TRAVÉS DE LA RESOLUCIÓN DE PROBLEMAS. PARADIGMA, 43(2), 411-431. https://doi.org/10.37618/PARADIGMA.1011-2251.2022.p411-431.id1080
Sección
Artículos