Debate sobre la salud en el aula de educación física: La realidad de un municipio paraibano

Palabras clave: Currículo, Disciplinas, Saúde, Formação, Educação Física

Resumen

En este artículo presentamos un análisis de cómo el tema salud ha sido trabajado por los profesores de Educación Física de la red estatal de la ciudad de Sousa-PB. La metodología de análisis aplicada en este estudio se caracteriza por ser una investigación de enfoque cualitativo, con entrevistas realizadas a profesores de secundaria de dos unidades de la red estatal. Se percibe una disparidad de información encontrada en los planos de enseñanza, así como en la aplicación de los contenidos relacionados con los temas de salud. En cuanto a los direccionamientos relacionados con el tema, se han escaneado tanto los contenidos seleccionados como los objetivos para el mismo. Se entiende que las intervenciones en el entorno escolar que se centranen el desarrollo pedagógico y participativo de todo el cuerpo escolar, para el desarrollo de la promoción de la salud y la calidad de vida de los estudiantes.

Descargas

La descarga de datos todavía no está disponible.

Biografía del autor/a

Tatiana Valéria da Silva Queiroz Lins, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba
Possui graduação em Educação Física pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba (2017). Especialização em Educação Física Escolar pela FIP - Faculdades Integradas de Patos (em andamento). Atualmente é professor articulador ´novo mais educação´ da ESCOLA ESTADUAL DE ENSINO FUNDAMENTAL BATISTA LEITE e professor educação física da ESCOLA ESTADUAL DE ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO ESTEVAM MARINHO. Tem experiência na área de Educação Física, com ênfase em Educação Física
Bruno Nunes de Oliveira, Universidade Federal de Santa Catarina
Licenciado em Educação Física pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba (IFPB), Especialista em Educação Física escolar pela Faculdades Integradas de Patos (FIP), Mestre em Educação Física na área de Atividade Física Relacionada à Saúde pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e membro do Núcleo de Pesquisa em Atividade Física e Saúde (NuPAF / UFSC). Tem pesquisado tópicos relacionados à atividade física e saúde pública, com ênfase em epidemiologia e programas de promoção da atividade física.
Richardson Correia Marinheiro, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba
Possui graduação em Licenciatura Plena em Educação Física pela Universidade Estadual da Paraíba (2005), Especialização em Atividade Física Adaptada e Saúde pela Universidade Gama Filho (2008) e Mestrado em Educação Física pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (2013). Exerce a função em caráter efetivo de Professor do Ensino Básico, Técnico e Tecnológico do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba - Campus Avançado de Areia/Reitoria, de Coordenador Geral do Plano Nacional de Formação de Professores para a Educação Básica - PARFOR e atualmente está a frente da Coordenação dos Cursos de Licenciatura do IFPB

Citas

ALMEIDA, Ueberson Ribeiro; OLIVEIRA, Victor José Machado; BRACHT, Valter. Educação física escolar e o trato didático-pedagógico da saúde: desafios e perspectivas. In WACHS, Felipe et al. (org.) Educação Física e Saúde Coletiva: Cenários experiências e artefatos culturais. Porto Alegre: Rede única, 2016.

BRACHT, Valter.Educação Física e Saúde Coletiva: Reflexões Pedagógicas.In Fraga et al. (org.) As praticas corporais no campo da saúde.São Paulo:Hucitec, 2013

BRASIL. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO. MINISTÉRIO DA SAÚDE. Decreto Presidencial nº 6.286, de 5 de dezembro de 2007. Institui o Programa Saúde na Escola – PSE, e dá outras providências. Diário Oficial da União, Brasília, 6 de dezembro de 2007. Seção 1, p. 2.

BRASIL. Ministério da Saúde. Promoção da Saúde: Carta de Ottawa. Brasília, DF: [S.l.] Ministério da Saúde; 1996. p.19

BRASIL. Parâmetros curriculares nacionais: terceiro e quarto ciclos: educação física / Secretaria de Ensino Fundamental. Brasília, MEC/SEF,1998a.

BORDENAVE, J. D.; PEREIRA, A. M. Estratégias de ensino-aprendizagem. Petrópolis, RJ: Vozes, 2002.

COSTA, B. E. P. et al. Reflexões sobre a importância do currículo informal do estudante de medicina. Revista Scientia Medica, Porto Alegre, v. 22, n. 3, p. 162-168, jul./set. 2012.

COSTA, E. M. B.; VENÂNCIO, S. Atividade física e saúde: discursos que controlam o corpo. Pensar a Prática, Goiânia, v. 7, n. 1, p. 59-74, mar. 2004

DINIZ, M. C. P, OLIVEIRA TC, SCHALL VT. Saúde como compreensão de vida: avaliação para inovação na educação em saúde para o ensino fundamental. Rev. Ensaio 2010; 12(1): 119-144.

DAOLIO, J. A cultura da/na Educação Física. 2002. 112 f. Tese (Livre docência) – Faculdade de Educação Física, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2002.

GALINDO CJ, INFORSATO EC. Manifestações de necessidade de formação continuada por professores do 1º ciclo do ensino fundamental. Dialogia 2008; 7(1): 63-76.

GUEDES, D. P., Educação para saúde mediante programas de educação física escolar. Motriz, Rio Claro, v. 5, n. 1, jun. 1999.

GUEDES, D. P.; GUEDES, J. E. R. P. Sugestões do conteúdo programático para programas de Educação Física Escolar direcionados à promoção da saú¬de. Revista da Associação dos Professores de Educação Física de Londrina, v. 9, n. 16, p. 3-14, 1994ª.

KAWASHIMA, L. B. et al. sistematização de conteúdos da educação física para as séries iniciais. Motriz, Rio Claro, v.15, n. 02, p.458-468, abr./jun. 2009.

LIBÂNEO, José Carlos. Adeus Professor, Adeus Professora? novas exigências educacionais e profissões docente. São Paulo: Cortez, 1998.

NAHAS, M. V. Atividade física, saúde e qualidade de vida: conceito e sugestões para um estilo de vida ativo. 4. ed. Londrina: Midiograf, 2006.

ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DA SAÚDE (OMS). Constituição da Organização Mundial da Saúde (OMS/WHO) - 1946

REZER, Ricardo; FENSTERSEIFER, Paulo Evaldo. Docência em educação física: reflexões acerca de sua complexidade. In: Revista Pensar a Prática, Goiânia, v. 11, n. 3. 2008.

Publicado
2021-11-13
Métricas
  • Visualizaciones del Artículo 92
  • PDF downloads: 24
Cómo citar
Lins, T. V. da S. Q., Oliveira, B. N. de, & Marinheiro, R. C. (2021). Debate sobre la salud en el aula de educación física: La realidad de un municipio paraibano. PARADIGMA, 42(2), 74-86. https://doi.org/10.37618/PARADIGMA.1011-2251.2021.p74-86.id1079